Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prefeitura vai oferecer ajuda para refugiados em Manaus

Nos próximos dias, o prefeito terá um novo encontro com os representantes das entidades defensoras dos refugiados na Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (Semasdh) para dar continuidade nas negociações. 21/05/2013 às 19:57
Show 1
Membros do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) se reuniram com o Prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto
acritica.com Manaus (AM)

O prefeito Arthur Virgílio Neto recebeu, nesta terça-feira (21) em seu gabinete no Palácio Rio Branco, no Paço Municipal , membros do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) e Comitê Nacional de Refugiados, órgão ligado ao Ministério da Justiça. Na reunião, o prefeito defendeu a adoção de alternativas que integrem os refugiados que vivem no município aos serviços oferecidos pelo poder público. Para Arthur, a medida é uma retribuição aos países que receberam refugiados brasileiros na época da Ditadura Militar.

“Precisamos abrir o Sistema Único de Saúde (SUS) para o atendimento dessas pessoas, assim como as matrículas do Ensino Fundamental. Vou conversar com o governador Omar Aziz para que o Estado também tenha uma relação boa com os refugiados”, afirmou o prefeito.

Segundo o oficial de proteção da Acnur Nacional, Gabriel Godoy, o diálogo foi bastante produtivo no sentido de tornar Manaus uma cidade solidária, que respeita o Instituto do Asilo e passará a “oferecer para os estrangeiros que fugiram da perseguição no seu país de origem uma oportunidade de recomeçar suas vidas na capital amazonense”.

“Faremos o possível para que os refugiados, desde que descentes, se adaptem o máximo possível à nossa vida e à nossa gente”, conclui Arthur Neto.

Publicidade
Publicidade