Publicidade
Cotidiano
Notícias

Presidenciável Marina Silva realiza comício em Manaus

Candidata a presidente da República chega em Manaus no início da noite de domingo (21) para um comício no limite dos bairros Alvorada e Dom Pedro, Zona Centro-Oeste 18/09/2014 às 10:04
Show 1
A ex-senadora Marina Silva aparece em segundo lugar na corrida presidencial, no Amazonas, com 28% das intenções de voto, contra 51% da presidente Dilma Rousseff, segundo pesquisa
luciano falbo ---

A candidata a presidente da República Marina Silva (PSB) desembarca em Manaus às 18h de domingo para um comício que será realizado no campo aberto da área do Igarapé da Sapolândia, no limite dos bairros Alvorada e Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste, a partir das 19h. O Amazonas será o único Estado do Norte do País a ser visitado pela presidenciável, desde que ela assumiu a titularidade da campanha do PSB após a morte do ex-governador Eduardo Campos.

Os correligionários da candidata afirmam que o principal motivo dela vir à capital amazonense é fortalecer a campanha de Marcelo Ramos (PSB) ao Governo do Amazonas. “A Marina vem para pedir votos para o Marcelo Ramos, para ela e, evidentemente, para os outros candidatos do partido também. Mas, o foco mesmo é colocar o Marcelo Ramos no segundo turno”, afirmou ontem, Tácius Fernandes, um dos articuladores da Rede Sustentabilidade (partido que Marina tenta criar) no Amazonas.

“A Marina foi a primeira pessoa a citar o meu nome como candidato a governador. Ela é uma entusiasta da minha candidatura e quer que eu ganhe a eleição para eu governar junto com ela. Em outubro, quando ela esteve aqui, surpreendeu a todos, inclusive a mim, quando citou meu nome”, afirmou o candidato Marcelo Ramos.

De acordo com os organizadores do comício, Marina Silva passará menos de quatro horas em Manaus. Vem direto do eixo Sul/Sudeste de avião para a capital do Amazonas e volta antes das 22h. Na agenda da candidata não estão programadas outras viagens para Manaus ou para qualquer outra cidade da Região Norte até o fim da campanha eleitoral.

Em entrevista para A CRÍTICA, publicada no dia 13 de julho, Ramos havia descartado fazer comício, ao dizer que eleitor comum não vai a esse tipo de evento. “Disse que não faria porque é difícil mobilizar para um comício. Agora, ora, a Marina mobiliza para o comício. As pessoas querem ver a Marina. Eu não posso trazê-la para o Amazonas e escondê-la como fizeram com o ex-presidente Lula. Não é justo eu esconder a Marina do povo. Ela vem aqui para me ajudar, mas, acima de tudo, para falar ao Amazonas e isso tem que acontecer em um local aberto”, justificou.

Para atrair a população, os militantes do PSB e da Rede vão usar carros de som. “Teve a chamada na propaganda da TV. Vamos mobilizar com carro de som nas proximidades e pelas redes sociais. Todos no partido estão dispostos a mobilizar. Amanhã (hoje) vamos botar o bloco na rua”, afirmou Tácius Fernandes. “Vamos reorientar nossa agenda para aquela área nesses dias, como estratégia de mobilização para domingo”, completou Marcelo Ramos.

Só cinco pontos de vantagem

Conforme a primeira pesquisa A CRÍTICA/Action, publicada na edição de domingo, em Manaus, que será palco do único comício da presidenciável na Região Norte, Marina Silva tem 34% das intenções de voto – cinco pontos percentuais atrás de Dilma Rousseff (PT), que registra 39% das intenções. Em todo Estado, Marina tem 28% das intenções de voto, contra 51% da presidente Dilma.

Em 2010, no primeiro turno das eleições gerais, Marina Silva ficou em segundo lugar na corrida presidencial no Amazonas, com 392.170 votos (25,7% dos votos válidos), à frente do então candidato José Serra (PSDB), que foi para o segundo turno, mas no Amazonas teve apenas 8,4% dos votos válidos no primeiro turno.

A cidade de Manaus tem sido destino recorrente da ex-senadora. Em outubro de 2013, quando ingressou no PSB, após ter o registro da Rede Sutentabilidade negado pela Justiça Eleitoral, veio à cidade, onde justificou para aliados a sua entrada no PSB, quando manifestou interesse da candidatura de Marcelo Ramos ao governo. Em abril deste ano, voltou à cidade acompanhada de Eduardo Campos. Em julho, participou da oficialização da chapa pessebista ao Governo do Amazonas e Senado.

Sem previsão da vinda de Dilma

A coligação “Renovação e Experiência” não confirmou a vinda da candidata à reeleição Dilma Rousseff no Amazonas. A petista, em vídeo exibido para militantes na sexta-feira, declarou apoio ao candidato a governador pela coligação, senador Eduardo Braga (PMDB). Na ocasião, o candidato peemedebista também recebeu o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que discursou em um evento para militantes dos partidos da coligação no Studio 5.

A assessoria do PSDB do Amazonas também não informou, até o fechamento desta edição, se o candidato tucano à Presidência da República, o senador mineiro Aécio Neves, voltará a Manaus. O presidenciável esteve na capital do Amazonas no dia 9 de agosto, quando discursou para aliados e fez corpo a corpo com eleitores no Centro e na comunidade rural Julião. O tucano não recebeu, até agora, apoio de nenhum candidato a governador no Estado.

Segundo Tácius Fernandes, apenas os militantes do PSB e da Rede Sutentabilidade estão empenhados na campanha pró-Marina. Nacionalmente, a campanha da presidenciável está coligada com PPS, PHS, PRP e PPL.

 

Publicidade
Publicidade