Publicidade
Cotidiano
Notícias

Preso na Bahia pelo assassinato da ex-mulher, homem pode ser transferido para Manaus semana que vem

Suspeito foi preso pela Polícia Militar baiana após apresentar documentos falsos durante uma abordagem de rotina. Ao ser encaminhado para a delegacia do município de Piratiba, ele confessou o assassinato 01/09/2015 às 18:01
Show 1
Na rede social da vítima, diversas mensagens foram compartilhadas, todas, pedindo por justiça e agradecendo pela prisão do suspeito.
Kamyla Gomes ---

O técnico de radiologia João Jesus de Aragão Sobrinho, de 30 anos, que foi preso no último sábado (29), no município de Pirapitiba, na Bahia, poderá ser transferido para Manaus semana que vem. O homem é apontado como autor do homicídio da sua ex-mulher, Érica dos Santos Oliveira, 26, morta com quatro tiros no dia 5 deste mês.

Na ocasião, o suspeito foi preso pela Polícia Militar após apresentar documentos falsos durante uma abordagem de rotina. Ao ser encaminhado para a delegacia do município baiano, ele confessou o assassinato de sua ex-mulher, porém não deu mais detalhes da noite nem a motivação do crime, ocorrido no bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus.

De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), Antônio Rondon Júnior, a situação do suspeito ainda está nos trâmites burocráticos, o que pode levar em torno de uma semana. O mandado de prisão contra o suspeito foi solicitado pelo 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

“O juiz foi informado hoje (1º) da prisão do suspeito. Ele deve me dá a autorização do recambiamento amanhã (2). Com essa autorização, eu encaminharei para o juiz de lá deferir, para parecer que o juiz daqui de Manaus quer o João preso aqui. Após isso, marcaremos a data para ir buscá-lo, o que pode acontecer na semana que vem”, informou Antônio Rondon.

Ainda conforme o delegado, a própria Polinter fará a transferência do suspeito, assim que for confirmada.

O crime

Érica foi morta com quatro tiros na cabeça, após uma discussão com o suspeito dentro de um veículo que não teve as características informadas,, ocorrida na noite do dia 5 de agosto do bairro Petrópolis. Desde esse dia, o homem estava foragido da polícia.

Na rede social da vítima, diversas mensagens foram compartilhadas, todas, pedindo por justiça e agradecendo pela prisão do suspeito. Em algumas das mensagens, amigos pedem justiça: "Que pague pelo crime que cometeu”, “Que a justiça seja feita”, “Que ele pague pelo mal que causou a família” e também “Melhor notícia durante todos esses dias, que seja feita a justiça. Sei que isso não vai lhe trazer de volta, mas traz um pouco de consolo saber que esse infeliz não vai tá solto”.

Publicidade
Publicidade