Publicidade
Cotidiano
Notícias

Prevista para outubro de 2016, usina termelétrica Mauá 3 deverá abastecer 60% de Manaus

A obra, que teve início em 2012, ficou paralisada por 22 meses devido a uma medida judicial. A retomada da usina ocorreu em 16 de outubro deste ano, e a previsão é que em 12 meses o projeto, operando com 100% de gás natural, esteja funcional 26/11/2015 às 20:17
Show 1
Obras da usina Mauá 3, em Manaus, foram retomadas há cerca de um mês
Saadya Jezini Manaus (AM)

A maior usina termelétrica movida a gás da Região Norte do Brasil, a Mauá 3, irá abastecer 60% de Manaus e alguns municípios da Região Metropolitana, e seu funcionamento será iniciado em outubro de 2016. O anúncio foi feito pelo Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB-AM), que esteve com sua comitiva de Brasília visitando as obras da usina na capital amazonense. A obra havia começado em 2012 e foi paralisada em 2013, ficando assim por 22 meses devido a uma medida judicial. A retomada das obras ocorreu em 16 de outubro deste ano. 

A medida judicial que retomou as obras foi um acordo entre a construtora Andrade Gutierrez, a concessionária nacional Eletrobrás e a regional Eletronorte. A Justiça entendeu queo desentendimento que existia entre a construtora e a Eletrobrás deveria ser resolvida diretamente entre as partes, sem comprometer as obras. Diante disse, após a homologação do entendimento entre as partes, foi determinada a continuação da obra.


Eduardo Braga visita canteiro de obras da usina, prevista para começar a abastecer Manaus em 2016

Segundo o Ministro, o funcionamento de Mauá 3 solucionará a situação dos apagões na cidade, que de acordo com ele, ocorrem devido às intecorrências da natureza, como temporais e ventos fortes. “Isso acontece em qualquer lugar do mundo”, afirma. Outra fator está relacionado à ordem técnica. “Estamos trabalhando para a reestruturação e recuperação de alimentadores, transformadores, chaves de fusíveis”, complementa. Segundo ele, a população deverá sentir a conseqüência a partir do próximo ano.

Mauá 3 terá em sua operação 100% de gás natural e 2 milhões de metros cúbicos de capacidade. O abastecimento está previsto para iniciar em outubro do próximo ano, afirma o ministro Braga. Inicialmente serão as duas primeiras a abastecer a capital. Em março de 2017, a última unidade entrará em funcionamento através do vapor superaquecido, alcançando a potencialidade para abastecer Manaus e regiões metropolitanas, destaca o gestor do contrato pela Eletrobrás, Milton Moulin.

A visita do Ministro foi acompanhada por técnicos da construtora Andrade Gutierrez, representantes da Amazonas Energia e deputada estadual Alessandra Campelo (PCdoB). A superintendente da Zona Franca de Manaus (ZFM) também esteve presente no final da visita para receber o Ministro e conversar sobre a situação da Usina, “que tem um papel fundamental para a economia do pólo industrial”, afirma. 

Publicidade
Publicidade