Evento

Primeira edição do Festival Amazonas de Turismo discute acessibilidade nas atividades do setor

Evento termina hoje (26), com apresentações culturais das bandas Arte Sem Fronteiras, Kblocos, Black Cold e as cirandas de Manacapuru

Portal A Crítica e Agências
26/09/2021 às 18:14.
Atualizado em 08/03/2022 às 23:02

(Foto: Janailton Falcão / Amazonastur)

Na tarde de sábado (25), ocorreu o segundo dia de atividades do 1° Festival Amazonas de Turismo, que foi marcado por palestras sobre o setor turístico e apresentações culturais. O evento, realizado no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCA), na zona centro-sul de Manaus, encerra neste domingo (26), com programação das 15h às 21h. 

Turismo inclusivo e acessível foi o tema da primeira palestra da tarde, ministrada pelo professor Claudenilson Batista, que discutiu a acessibilidade turística para pessoas com deficiência e a importância de um setor turístico mais inclusivo para diferentes tipos de público.

“Em tempos de inclusão, é fundamental que as Pessoas com Deficiência tenham oportunidade de frequentar todos os ambientes do setor turístico disponíveis, tanto a nível Brasil quanto a nível mundial. A inclusão no setor turístico se faz muito importante”, observou o professor.

Logo em seguida, às 18h aconteceu a palestra de Takashi Yamauchi, com o tema Turismo como Ferramenta de Desenvolvimento na Amazônia, onde foram discutidas estratégias que devem ser implementadas pelo setor turístico para desenvolver a região de forma sustentável.

Melody Valério, estudante de Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), foi uma das participantes do debate. “Esses tipos de discussões são extremamente importantes para nós, enquanto profissionais e estudantes. Debates como esses nos fazem pensar e sempre nos questionar sobre nossas decisões para melhorar o setor turístico”, afirmou. 

Ainda durante a tarde, apresentações artísticas aconteceram no palco principal do festival. As cirandas de Manacapuru deram início à programação cultural. As três agremiações do festival, Guerreiros Mura, Tradicional e Flor Matizada, se apresentaram no palco e encantaram a plateia.

Depois foi a vez da banda Alaídenegão, que entrou no palco animando o evento com seu som regional e cheio de alegria. As apresentações do dia foram finalizadas pela banda Cateto da Toada, que trouxe as mais belas toadas do boi bumbá. 

O evento encerra hoje (26), com apresentações culturais das bandas Arte Sem Fronteiras, Kblocos, Black Cold e as cirandas de Manacapuru. A entrada é gratuita. 

*Colaborou a Assessoria.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por