Publicidade
Cotidiano
Notícias

Primeiro desafio de Pedro Elias na Susam será explicar a redução nos plantões médicos

Deputados estaduais formalizaram convocação do atual secretário para dar explicações na ALE-AM, mas Wilsom Alecrim deve sair da pasta antes da convocação ser aprovada 24/06/2015 às 18:16
Show 1
Primeiro desafio de Pedro Elias será explicar a decisão da Susam de reduzir plantões
acritica.com* Manaus (AM)

Ao assumir a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) no dia 1º de julho, o médico cirurgião-geral Pedro Elias de Souza já terá como primeiro desafio explicar o porquê das reduções de plantões médicos nos hospitais da cidade - decisão tomada pelo atual secretário, Wilson Alecrim. O novo secretário pode ser convocado para dar as explicações na Assembleia Legislativa (ALE-AM). Isso porque os deputados Alessandra Campêlo (PCdoB), José Ricardo (PT) e Luiz Castro (PPS) já formalizaram um requerimento de convocação que é direcionado a Wilson Alecrim. No entanto, se for aprovado só deve ser depois de Pedro Elias assumir.

Desde a semana passada, o governo determinou a redução de plantões médicos em vários hospitais. São eles: corte de 214 plantões no HUGV, Hospital Infantil Doutor Fajar­do, Maternidade Alvorada, Hospital João Lúcio, Instituto da Mulher e Maternidade Cha­pot Prevost (Colônia Antônio Aleixo) atendidos pelo Instituto dos Anestesiologistas Asso­ciados do Amazonas; corte de 300 plantões em hospitais, SPAs e maternidades aten­didas pelo Instituto de Cirurgia do Amazonas; redução de 360 plantões nos SPAs aten­didos pelo Instituto de Traumato-Ortopedia do Amazonas; corte de 179 plantões nos CAICs, Hospital Infantil Doutor Fajardo e Instituto da Criança do Amazonas (ICAM) atendidos pela Sociedade de Pediatria Clínica do Amazonas; e corte de 90 plan­tões no SPAs José Lins, Joventina Dias, São Raimundo, Zona Sul e Reanimação Pe­diátrica Platão Araújo atendidos pelo Instituto Médico de Clínica e Pediatria do AM.

Escolha

Na manhã desta quarta-feira (24), a coluna Sim&Não antecipou a indicação de Pedro Elias para o lugar de Wilson Alecrim, que pediu para sair. A informação foi confirmada à tarde pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom).

Atualmente, Pedro Elias de Souza é diretor da Fundação do Coração Francisca Mendes.

A escolha para o novo nome para administrar a pasta de saúde seguiu critérios técnicos, segundo o governador José Melo (Pros). “O Pedro Elias administra o Francisca Mendes com muita competência e dedicação. É um médico conceituado entre os colegas e os profissionais de saúde. E para esse momento delicado que estamos passando, adequando recursos da Secretaria de Saúde e precisamos de alguém com o perfil dele”, disse José Melo.

Perfil do novo secretário

Formado pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Pedro Elias estava à frente do Hospital Francisca Mendes há oito anos. Nesse período, a instituição obteve avanços significativos na melhoria de serviços cardiológicos, tornando-se unidade de referência no tratamento e iniciando os preparativos para a realização de transplantes de coração. Durante sua gestão, o Francisca Mendes avançou do status de Hospital Universitário para Fundação do Coração, o que garantiu autonomia administrativa e a possibilidade de receber recursos de convênios direto do Ministério da Saúde.

O novo secretário elencou os desafios e os principais objetivos da gestão à frente da saúde no Amazonas, afirmando que a prioridade é melhorar a qualidade no atendimento. À frente da Susam, administrará o segundo maior orçamento do Governo do Estado, com previsão de recursos da ordem de R$ 2,17 bilhões. Após reunião com o governador, PedroElias iniciou o processo de transição para assumir a pasta de saúde. “Queremos otimizar os processos que existem na secretaria, mantendo a qualidade de atendimento aos usuários. Dentro da nossa realidade, melhorar o atendimento e ampliar a rede. O governador foi eleito com a proposta que apresentou a população e vamos colocar em prática esses projetos na saúde”, destacou.

Pedro Elias é coordenador no Amazonas do Programa Telessaúde Brasil Redes do Ministério da Saúde, membro da Câmara Técnica de Telemedicina do Conselho Federal de Medicina, do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica. Em seu histórico profissional, o novo secretário tem experiência como presidente do Instituto de Cirurgia do Estado do Amazonas.

Alecrim saiu criticando

"Com as crises econômicas, é preciso fazer cortes e ajustes nas políticas públicas. Se eu tenho uma estrada para construir em 2015, mas decido construí-la em 2016, nenhuma vida pode ser perdida, nenhum ser humano ficará mutilado ou deficiente por falta dela. Mas, se eu não priorizo a saúde, vidas podem ser perdidas, pessoas podem ser mutiladas ou ficar deficientes. Ajustes têm que existir, mas com prioridades”, disparou Wilson Alecrim, ao anunciar a saída da pasta.

*Com informações das assessorias

Publicidade
Publicidade