Publicidade
Cotidiano
Notícias

Procon/AM orienta pais na compra de presentes para o Dia das Crianças

Durante este período, o Procon/AM também tem feito orientação aos consumidores para que possam comprar brinquedos de forma mais segura 09/10/2014 às 12:21
Show 1
Em meio a tantas opções, é preciso verificar a indicação da faixa etária e tomar cuidado redobrado com produtos importados, que precisam atender às regras nacionais
acritica.com ---

Com a proximidade do Dia das Crianças, comemorado no próximo dia 12, a equipe do Procon/Amazonas, órgão ligado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejus), realizou uma pesquisa de preços de alguns produtos para colaborar e orientar os consumidores na compra dos presentes.

Durante este período, o Procon/AM também tem feito orientação aos consumidores para que possam comprar brinquedos de forma mais segura. De acordo com o órgão o primeiro passo é o consumidor realizar uma pesquisa de preços, caso a realizada pelo Procon/AM não seja suficiente, depois é importante observar a qualidade e segurança dos produtos. Em meio a tantas opções, é preciso verificar a indicação da faixa etária e tomar cuidado redobrado com produtos importados, que precisam atender às regras nacionais, como: tradução em idioma português, dados do importador (CNPJ, endereço, telefone) e validade.

A diretora do Procon/Amazonas, Janaína Sales, alerta que as compras para o Dia das Crianças requerem cuidados importantes. “O Código de Proteção e Defesa do Consumidor determina que o fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou à segurança. É preciso verificar isso”, destaca. Assim, a recomendação é que um dos principais cuidados é observar se o produto é certificado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), este cuidado é importante porque indica que o brinquedo foi submetido a testes e possui garantias mínimas de segurança.

Riscos à saúde

Recomenda-se que os pais, ou quem vai presentear uma criança, devem comprar produtos de acordo com a idade do presenteado. “Vários produtos para o público infantil possuem partes desmontáveis, pequenas, fáceis de soltar e as crianças correm o risco de engolir ou se machucar com extremidades cortantes”, orienta Janaina Sales. Portanto, é importante também observar o que recomenda o próprio manual de instrução.

Comércio informal

O consumidor  deve ficar em alerta em relação aos produtos adquiridos no comércio informal. Segundo o Procon Amazonas, alguns consumidores são atraídos pela grande variedade de produtos ofertados para crianças com preços mais baixos. “É preciso ter mais cuidado para não levar para casa produtos falsificados que podem ter sido feitos com materiais tóxicos ou que quebram com mais facilidade, e que não possuem certificação do Inmetro, trazendo riscos à criança”.

Outros cuidados que o consumidor deve adotar é exigir, sempre, a nota fiscal. Em se tratando de presentes, o consumidor deve se informar sobre as condições de troca dos produtos, quais as garantias em caso de defeito e se existe assistência técnica, principalmente em equipamentos eletrônicos.

*Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade