Domingo, 20 de Outubro de 2019
APÓS VAZAMENTOS

Procuradora da Lava Jato pede desculpas a Lula por ironizar morte de neto

Jerusa Viecili confirmou a autenticidade das mensagens e, pediu desculpas ao ex-presidente por ter comentando de maneira jocosa a notícia da morte da esposa, do neto e do irmão de Lula



procuradora-da-republica-jerusa-burmann-viecili-durante-coletiva-de-imprensa-na-superintendencia-da-policia-federal-em-curitiba-pr-1566952755731_v2_900x506_82E79B58-20FB-4290-AEDC-14079FFD3D38.jpg Foto: Geraldo Bubniak / AGB
28/08/2019 às 09:37

Jerusa Viecili, procuradora da República integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, publicou na noite desta terça-feira (27) na rede social Twitter, um pedido de perdão ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ela trocou mensagens no aplicativo Telegram com outros procuradores da força-tarefa que tratava a morte de Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula, e o luto do petista com falecimentos de irmão e neto com ironia e tom conspiratório. As mensagems foram reveladas pelo The Intercept em parceria com o site UOL.

No Twitter, Jerusa escreveu: “Errei. E minha consciência me leva a fazer o correto: pedir desculpas à pessoa diretamente afetada, o ex-presidente Lula”.




Jerusa Viecili aparece nos diálogos vazados em dois momentos. No primeiro deles, ela respondeu de maneira jocosa a notícia da morte de Marisa Letícia ao escrever “Querem que eu fique pro enterro?”

No segundo momento, ela compartilhou a notícia da morte do neto de Lula, Arthur, seguida da mensagem: “Preparem para nova novela ida ao velório.” Quando os procuradores comentavam sobre a ligação que Gilmar Mendes fez ao petista, durante o velório do menino Arthur, e que teria deixado Lula em prantos, Jerusa acrescentou: “GM (Gilmar Mendes) não dá ponto sem nó”.

Em resposta ao tuíte, alguns internautas elogiaram a postura da procuradora e lembraram que a iniciativa confirma que as mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil são verdadeiras. Isso contraria a estratégia que a Lava Jato mantém desde o começo da divulgação dos diálogos, de questionar a autenticidade dessas conversas vazadas.

Jerusa Vieceli também comentou esse assunto e disse que os procuradores da Lava Jato nunca negaram a existência de mensagens verdadeiras no material divulgado pela imprensa.



 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.