Domingo, 21 de Julho de 2019
Notícias

Professores decidem pela realização de greve em Manacapuru

A Classe reivindica um reajuste salarial de 7,97%, até o momento a prefeitura se nega a negociar



1.jpg Lideranças querem audiência com prefeito
09/07/2013 às 20:16

O Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Município de Manacapuru decidiu, no final da tarde desta terça-feira, que a categoria entrará em greve. Segundo o presidente do sindicato, Francisco Floriano da Silva, a classe reivindica um reajuste salarial de 7,97%, mas a prefeitura do município se nega a negociar. “O prefeito (Washington Régis-PMDB) alega que o município está em situação financeira ruim. Mas a gente tem conhecimento de que daria para ser feito o reajuste”, comenta o professor.

Segundo Francisco, 151 profissionais participaram da assembleia que decidiu pelo indicativo de greve. De acordo com o professor, o sindicato precisa de mais 10 ou 12 dias para realizar o trâmite legal, para então parar as atividades. Há 694 profissionais sindicalizados, entre professores, vigias, merendeiros e auxiliares administrativos, informou Francisco.

O professor disse que o sindicato só desiste da greve se a Prefeitura de Manacapuru sinalizar com  alguma negociação de reajuste. “Amanhã começaremos fazer o edição de publicação do que foi decidido hoje. Em 10 ou 12 dias, faremos a publicação e aí a categoria para”, disse Francisco.

A reportagem tentou contato com o prefeito Washington Régis por duas vezes até às 20h18 desta terça-feira, mas as chamadas para o número 99xx-xx78 foram encaminhadas para a caixa de mensagens.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.