Publicidade
Cotidiano
Capacitação

Profissionais da rede estadual de ensino têm capacitação sobre violências nas escolas

Ao todo, 250 profissionais, entre coordenadores psicólogos, assistentes sociais, pedagogos das escolas, coordenadores de educação, além de técnicos da área da saúde, passaram pela capacitação, que vinha sendo realizada desde o último dia 31. 05/04/2016 às 11:48 - Atualizado em 05/04/2016 às 11:49
Show hum.am  r008
Nessa terça-feira, a formação foi realizada na escola estadual de tempo Integral Gonçalves Dias, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste (Foto: Antônio Menezes)
Silane Souza Manaus (AM)

Visando sensibilizar estudantes e servidores da educação acerca da necessidade do enfrentamento às violências cometidas contra crianças e adolescentes, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu nessa terça-feira (5), um ciclo de capacitações de enfrentamento às violências nas escolas da rede pública de Manaus.

A formação, realizada na escola estadual de tempo Integral Gonçalves Dias, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste, foi direcionada a coordenadores psicólogos, assistentes sociais, pedagogos das escolas, coordenadores de educação, além de técnicos da área da saúde que atuam nas Zonas Centro-Sul, Centro-Oeste e Oeste. Ao todo, 250 profissionais passaram pela capacitação, que vinha sendo realizada desde o último dia 31.

Segundo a gerente de Programas, Projetos e Atendimento ao Escolar, da Seduc, Adriana Boh, a formação auxiliará positivamente o trabalho de enfrentamento à violência que a secretaria desenvolve nas escolas da rede pública estadual da capital e do interior do Estado, em parceria com o Conselho Tutelar. “A ficha de notificação, que será alimentada pelos gestores das escolas, vai contribuir para a geração dos dados estatísticos e o fortalecimento dessas políticas públicas de enfrentamento dessa violência”, disse.

Ainda de acordo com ela, o ciclo de formações é uma estratégia da educação e da saúde no enfrentamento das várias expressões de violências que existem atualmente cometidas contra crianças e adolescentes, inclusive a sexual, na qual a cidade de Manaus tem registrado altos índices. “Os professores estão sendo capacitados para ampliar esse olhar porque às vezes não é só a violência física, a agressão, tem diversos tipos de violência que afeta o processo de aprendizagem da criança”, enfatizou.

Os profissionais que trabalham no interior também receberão a capacitação via videoconferência. Mas ainda não há data definida.

Publicidade
Publicidade