Publicidade
Cotidiano
PESQUISA

Programa da FCecon avalia 40 pesquisas sobre o câncer

Os projetos avaliados são de variadas áreas da saúde, como medicina, farmácia, enfermagem, fisioterapia, biotecnologia, entre outras 21/03/2017 às 15:12
Show 6546546
acritica.com

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), realizou, na última semana, a avaliação parcial de 40 pesquisas sobre câncer, desenvolvidas através do Programa de Apoio à Iniciação Científica (PAIC), que recebe o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A atividade acontece anualmente e busca analisar o andamento dos estudos e as metodologias adotadas, explicou a diretora de Ensino e Pesquisa da unidade de saúde, Dra Kátia Luz Torres.

O PAIC foi lançado na FCecon em 2011 e contabilizou, até hoje, 267 pesquisas na área de oncologia, considerando todas as suas edições. A avaliação ocorrida neste mês teve a participação de doutores de outras instituições, convidados para a ocasião. São eles: a farmacêutica bioquímica Tatiana Pires, da Fiocruz (Instituto Leônidas e Maria Deane); a médica hepatologista Ana Ruth Oliveira, da Fundação Alfredo da Matta (Fuam) e os pesquisadores da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHemoam), Sérgio Albuquerque e Anamika Dayani.

Segundo a diretora de Ensino e Pesquisa da FCecon, Kátia Luz Torres, a banca fez análises críticas e sugestivas sobre os projetos apresentados. “O que a gente tem visto desde 2011, é um aperfeiçoamento, um amadurecimento nos tipos de pesquisas, que têm resultados em trabalhos mais bem desenhados, bem executados, que impressionaram a banca”, frisou.

Os estudos servem para abastecer o banco de dados da Fundação e também bancos externos nacionais e internacionais. “As pesquisas não ficam apenas na parte teórica, segue também para a prática, com a análise dos perfis dos pacientes e também do nosso corpo técnico, por exemplo, com uma aplicação efetiva” explicou.

Os projetos avaliados são de variadas áreas da saúde, como medicina, farmácia, enfermagem, fisioterapia, biotecnologia, entre outras. Dos 40 alunos participantes de instituições públicas e privadas, 24 são bolsistas Fapeam. A última etapa das avaliações ocorrerá em agosto desse ano. Entre abril e maio de 2017, um novo processo seletivo será aberto para dar início à edição 2017/2018 do programa na FCecon.

HPV

Um dos estudos desenvolvidos atualmente tem como tema a “Avaliação da Prevalência de Infecção de HPV em Carcinoma Escamocelular Tratado Cirurgicamente na Fundação Cecon”. A acadêmica de medicina da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Luiza Suman, 21, é uma das participantes. Ela falou sobre a importância do desenvolvimento desse projeto para ajudar a detectar a incidência desse tipo de patologia que afeta, principalmente, as mulheres.

“Em virtude do Amazonas ser campeão em incidência de HPV e de câncer de colo uterino, optamos por analisar a prevalência do Papiloma Vírus Humano na região de cabeça e pescoço, pois sabemos que ele está associado ao desenvolvimento de diversos tipos de neoplasias malignas nessa área”, comentou.

A pesquisa teve início em 2015 e, além de Suman, conta com a participação da cirurgiã-dentista da FCecon. Lia Ono, orientadora do estudo, e outros cinco colaboradores. “A minha perspectiva é que, ao final desse projeto, a gente já possa ter resultados mais concretos e, com isso, possamos ajudar a enriquecer o banco de dados sobre o assunto no Brasil e ajudar a população, criando mecanismos de rastreio e tratamento para esses pacientes” concluiu.

*Com informações da assessoria de comunicação.

Publicidade
Publicidade