Publicidade
Cotidiano
Notícias

Programa federal: Impulso para inovação

Empresas do Amazonas se preparam para concorrer aos benefícios do programa Start-up Brasil, que vai liberar até R$ 200 mil para cada projeto aprovado 15/03/2013 às 23:54 - Atualizado em 26/07/2018 às 11:30
Show 1
Programa foi lançado em novembro de 2012 pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp
ABr ---

Há dois anos, o analista de sistemas Thales Albuquerque vem trabalhando em uma ideia que considera promissora. Ele está desenvolvendo um conjunto de aplicativos de gestão para micro e pequenas empresas. Os protótipos estão em fase de testes e o plano de negócios, concluído. O problema é que o projeto está orçado em R$ 40 mil e Thales ainda não sabe de onde vai tirar esse dinheiro. A luz no fim do túnel é o projeto Start-up Brasil, que vai aportar recursos em até 150 projetos inovadores.

O Governo Federal já selecionou nove aceleradoras que apoiarão pelo prazo de 12 meses um conjunto de start-ups (empresas nascentes de base tecnológica). Elas vão disponibilizar capital, infraestrutura, apoio na gestão e aconselhamento. Cada start-up selecionada vai receber até R$ 200 mil para tirar o projeto do papel no prazo de um ano.

Ao final desse período, as empresas que tiverem sucesso, ainda terão acesso a recursos da ordem de R$ 100 milhões para aprimorar o negócio.

Não se trata de financiamento. Os recursos serão liberados a fundo perdido. A próxima etapa do projeto é a publicação do edital para seleção das start-ups que serão beneficiadas, o que deve acontecer ainda neste mês. O edital vai detalhar os procedimentos para inscrição dos projetos. O resultado será divulgado até junho.

Para participar é preciso que as empresas tenham foco em softwares e serviços inovadores. As start-ups também terão que apresentar um projeto executivo e um plano de negócios para concorrer a uma vaga no programa. “Estamos nos preparando para apresentar nossa ideia. Esse apoio é tudo que precisamos para decolar de vez”, afirma Amilton Bezerra, sócio de Thales.

40milhões de reais são os recursos previstos para o projeto Start-up Brasil. A maior parte do dinheiro vem da iniciativa privada. ABrPrograma foi lançado em novembro de 2012 pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp.

Soluções inovadoras

Start-ups são pequenas empresas, geralmente de base tecnológica, que apresentam soluções inovadoras e grande potencial para rápido crescimento. No Amazonas, empresas como o site Ingresse, que transforma a venda de ingressos em uma experiência interativa; e o Tambaqui Urbano, de compras coletivas, estão entre os exemplos de start-ups de sucesso.

Um empreendedor que não vai perder chance de concorrer no programa Start-up Brasil é Fábio Marreiros, do site Service List - que pretende aproximar prestadores de serviços variados de seus potenciais clientes. Marreiros pretende submeter seu projeto à 21212, do Rio de Janeiro, uma das nove empresas aceleradoras que participam do programa federal. “Eles têm perfil que combina com nosso projeto, e ligações com grandes empresas, inclusive no Vale do Silício”, avalia Marreiros.

Publicidade
Publicidade