Publicidade
Cotidiano
Assistência

'Primeira Infância' apresentado aos municípios do interior via videoconferência

O programa foi lançado em maio deste ano e tem como objetivo garantir assistência integral às crianças amazonenses, na faixa etária de 0 a 6 anos de idade 29/07/2016 às 17:07 - Atualizado em 30/07/2016 às 12:24
Show dfgdgdfg
O evento acontece nesta sexta-feira (29), no Centro de Mídias da Seduc, no Japiim 2, Zona Sul, das 9h às 11h30 (Euzivaldo Queiroz)
Silane Souza Manaus (AM)

O Programa Primeira Infância Amazonense (PIA), instituído pelo Governo do Estado, através da Lei 4.312, de 11 de março deste ano, está sendo apresentado nesta sexta-feira (29), via videoconferência, aos municípios do interior pelas secretarias estaduais de Saúde (Susam), Educação (Seduc) e Assistência Social (Seas). O evento acontece no Centro de Mídias da Seduc, no Japiim 2, Zona Sul, das 9h às 11h30.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual Saúde na Escola da Seduc, Delta Segadilha, o PIA foi lançado em maio deste ano e tem como objetivo garantir assistência integral às crianças amazonenses, na faixa etária de 0 a 6 anos de idade. “O programa é coordenado pelas três secretarias sob o controle do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca)”, lembra.

As secretarias têm que garantir políticas  de promoção no âmbito da saúde, educação e da assistência ao público da faixa etária indicada. A apresentação do programa está sendo feita para todos os municípios do inteiro do Estado. Coordenadores regionais de educação tanto municipal quanto estadual, de assistência social e de saúde foram convidados para assistir a videoconferência e ficar a par da lei.

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, o PIA será implantado nos municípios que manifestarem interesse e comprometerem-se com a gestão local do programa. A adesão será feita por meio de assinatura de Termo de Cooperação, entre a respectiva Prefeitura e o Comitê Gestor do programa. “A videoconferência tem a finalidade de apresentar o programa e, principalmente, buscar a adesão dos municípios”, disse.

Como vai funcionar

As ações do PIA na área da saúde consistem em garantir atenção humanizada na gravidez, parto e puerpério. Às crianças, garante o direito ao nascimento seguro e humanizado e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis. O programa prevê, ainda, ações para a redução dos índices de desnutrição infantil e materna, estímulo ao aleitamento materno, qualificação e sensibilização das equipes de atenção básica para o cuidado com o recém-nascido e a puérpera, apoio ao parto natural com segurança e redução das taxas de cesáreas.

Na área de educação serão priorizadas as ações de estímulo à alfabetização e à melhoria da escolaridade das mães, das gestantes e de suas famílias, garantia de Educação Infantil, com formação e capacitação de profissionais, dentre outras.

A área de assistência social deverá desenvolver ações que identifiquem gestantes e crianças em situação de vulnerabilidade social, articular programas, projetos e serviços na perspectiva da segurança alimentar e nutricional, realizar ações de educação alimentar, estimular o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, qualificar o atendimento da rede socioassistencial, através da capacitação dos agentes públicos e sociais, articular a inclusão da gestante e de sua família em programas, projetos e serviços vinculados ao Sistema Único da Assistência Social, entre outras ações.

Publicidade
Publicidade