Domingo, 25 de Agosto de 2019
SEJA DIGITAL

'Seja digital' realiza mutirões para famílias de baixa renda receberem kits da TV digital

Mais de 100 mil agendamentos para recebimento do kit com antena digital, conversor e controle foram feitos em Manaus, Iranduba e Careiro da Várzea. Veja como verificar se você tem direito ao kit:



14/03/2018 às 07:32

Até essa terça-feira (13), dos mais de 100 mil agendamentos, 50 mil famílias dos municípios de Manaus, Iranduba e Careiro da Várzea, haviam recebido, gratuitamente, o kit que transforma o aparelho de televisão com sinal analógico em digital. A informação é da Seja Digital, entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal de TV no Brasil.

“Temos ainda mais de 190 mil kits para serem distribuídos e não vamos deixar ninguém para trás”, afirma Maísa Porto, gerente regional da Seja Digital. O kit conta com a antena digital, o conversor e o controle remoto.

A partir de 30 de maio, nos três municípios, quem não adequar seus aparelhos, ficará sem sinal de TV aberta em suas casas. Os demais municípios amazonenses serão atendidos até 2023.

O programa de distribuição gratuita visa beneficiar as famílias de baixa renda, desde que estejam cadastradas em algum programa social do governo federal, como por exemplo, o Bolsa Família.

Em Manaus, o mutirão móvel está sendo realizado desde as 9h dessa terça-feira, no bairro da Paz, Redenção, na Zona Centro-Oeste; Monte das Oliveiras e Novo Aleixo, na Zona Norte. Depois, chegará a outros bairros, até o dia 17 de março.

A partir do dia 26, a doméstica Jôze Mary Severo Lima, 40, moradora do bairro Redenção já vai poder assistir à sua novela favorita com mais qualidade de imagem. No último dia 3, um de seus dois filhos levou um comunicado da escola, informando que teria direito a ganhar o kit. “Fui à escola e, lá mesmo, me disseram que dia 26 vou receber o kit. Fiquei muito feliz porque minha televisão, além de ser pequena (19 polegadas) é daquelas de tubo”, revela Jôze, cujos filhos são cadastrados no Bolsa Família, programa de governo que ajuda financeiramente famílias de baixa renda.

A migração do sinal analógico para o digital representa um grande avanço tecnológico e deixa o Brasil no mesmo patamar de países como Estados Unidos e Reino Unido. “Ao ser desligado, o sinal analógico de TV vai liberar a faixa de radiofrequência dos 700 MHz e permitir que as operadoras de telefonia móvel possam ativar a tecnologia 4G, que é mais veloz, tem melhor qualidade, e maior cobertura, inclusive em ambientes fechados”, afirma Antonio Carlos Martelletto, presidente da Seja Digital.

Testemunha da nova imagem

Diferente de Jôze, a doméstica Vera Lúcia Dácio Araújo, 44, tem uma TV de plasma de 40 polegadas e vai receber seu kit digital na próxima sexta-feira (16). Para a família, de seis pessoas, a felicidade em receber o presente tem uma grande justificativa.

“Como meu marido está desempregado e eu não posso trabalhar porque cuido do meu pai, doente, tivemos que nos desfazer do sinal a cabo. Com o aparelho digital a imagem vai ficar ótima”, relata Vera, que faz parte da denominação evangélica Testemunhas de Jeová e revela que só assiste aos filmes religiosos e à novela “Os Dez Mandamentos” da TV Record.

Como fazer

Para saber se tem direito ao kit digital, a população deve ligar gratuitamente para o número 147, informar o NIS (Número de Identificação Social), o que comprova o cadastro de algum programa social do Governo, ou acessar o portal Seja Digital.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.