Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
EDUCAÇÃO

Projeto desenvolvido por mulheres quer revolucionar o ensino em Manaus

Em tempos de isolamento social, Ana Paula Petrosino, Lediany Rodrigues e Layane Rubim viram a oportunidade perfeita para, de maneira mais efetiva, utilizar os métodos de ensino- aprendizado híbrido.



WhatsApp_Image_2020-08-05_at_15.51.28_3092BA8C-79E3-4A36-A164-5C80BD7DFF85.jpeg
05/08/2020 às 16:28

Projeto de Ensino JIL é o novo híbrido  da educação: capaz de unir online e presencial no mesmo espaço.

A ideia do projeto foi desenvolvida sobre uma necessidade de adaptação durante a pandemia. Em tempos de isolamento social, as desenvolvedoras do projeto, Ana Paula Petrosino, Lediany Rodrigues e Layane Rubim,  viram a oportunidade perfeita, para de maneira mais efetiva, utilizar os métodos de ensino- aprendizado híbrido.

Para Ana Paula Petrosino, CEO do Grupo Embassy,  escola onde o projeto foi implementado afirma que “a escola está caminhando para execução de um estudo muito sólido de andragogia, que é desenvolver no aluno adulto sua total autonomia.  Ela conta que “ a Embassy já vem vivendo esse momento a muitos anos, nossa bagagem técnica sempre mostrou que o aluno não é genérico e o ensino do nosso professor em sala, também não”.

De acordo com a Coordenadora Acadêmica, Lediany Rodrigues, a princípio houveram dúvidas quanto ao início das aulas híbridas, pois os questionamentos eram muitos em relação aos equipamentos necessários e como evitar a queda na qualidade de ensino desse aluno.

Em meio a toda essa discussão que permeia o mundo sobre a falta de recursos dos professores e dos alunos para terem um ensino de qualidade em meio a uma pandemia e sem data para retorno total das aulas foi que essas três mentoras tiveram uma brilhante ideia: lançaram o novo híbrido, nomeado por elas de JIL (Joint Interactive Learning) - é a  experiência que  promove e  une  o ensino presencial e o ensino online, em tempo real ao vivo. O professor em sala de aula com alunos presenciais e ao mesmo tempo com alunos em qualquer lugar do mundo via web. O aluno que estiver no trabalho, de férias, em viagem ou por qualquer outro motivo não conseguir ir para aula, poderá assistir de onde estiver sem perder o conteúdo ou ter problemas com assiduidade.

Ledyane relembra  que a ideia surgiu quando uma empresa que é cliente da escola onde o projeto foi implementado  sinalizou que iria permanecer com os alunos em modalidade online, sendo que a escola já estava com programação presencial. “ Faltava apenas 3 dias para voltarmos com as aulas presenciais, buscamos uma possibilidade de ajustar o nosso modo operante de maneira que não deixasse aqueles alunos perderem o semestre já que tudo voltaria a ser presencial. “Foi aí, que tivemos a ideia de misturar as aulas no modo híbrido  e presencial no mesmo espaço físico” conta Ledyane.

A professora  especialista, Layane Rubin, diz que tem recebido feedbacks positivos de seus alunos e acredita que essa é uma nova tendência do futuro. “Os alunos que muitas vezes não podem estar presencialmente nas aulas tem a possibilidade de assisti-la totalmente online e ao vivo e interagir com o professor e os demais colegas da sala de aula”.

A coordenadora de Marketing, Ketleen Mesquita, finaliza enfatizando que” a Embassy tem por objetivo ofertar cada vez mais novas experiências e abordagens dentro de sala. Tendo por princípio um olhar para  o aprendiz, com sua própria visão do processo de aprendizagem. As organizações de tecnologia que desejam se aliar a nós, estamos abertos à parcerias” enfatiza com grandes expectativas.
 



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.