Publicidade
Cotidiano
Notícias

Projeto em escola de Manaus busca tornar aulas mais atrativas usando toadas dos bumbás

Atividade em escola da Zona Norte, que usa músicas dos bois Caprichoso e Garantido, de Parintins, ganhou destaque nacional em evento científico 01/08/2015 às 14:45
Show 1
Projeto foi aplicado nas turmas da Escola Municipal Deputado Ulysses Guimarães, no bairro Amazonino Mendes
Náferson Cruz Manaus (AM)

Com a proposta de inserir a pesquisa científica no ensino básico e produzir aulas mais atrativas e diferenciadas com uso das toadas que embalam as alegorias dos bois Caprichoso e Garantido, o projeto “Socializando Saberes”, implementado em 2014, na Escola Municipal Deputado Ulysses Guimarães, no bairro Amazonino Mendes, Zona Norte, obteve destaque no cenário nacional.

Em meados de julho a concepção foi apresentada na 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que aconteceu no campus da Universidade Federal de cidade de São Carlos (UFSCar), em São Paulo.

Os resultados também foram apresentados em alguns espaços de socialização de pesquisa cientificas, entre eles, na 2ª Feira da Amazônia, no Circuito da Ciência e na Semana da Diversidade da Secretaria Municipal de Educação (Semed), todas as exposições ano passado.

Segundo o pesquisador do Programa Ciência na Escola (PCE) e autor do “Socializando Saberes”, professor de História, Rosivaldo Moreira, o projeto foi exposto em forma de banner durante os dias 12 a 18 de julho. Para o professor, o evento funcionou como troca de experiências, que serão usadas em futuros projetos na escola.

“O projeto teve bastante aceitação por acadêmicos e visitantes da SBPC, onde houve um amplo debate sobre a necessidade das escolas em priorizarem a história regional”, contou.

O diretor da Escola, Carlos Alonso, que também apoia a ideia, explicou que o trabalho teve início com as pesquisas bibliográficas feitas na própria biblioteca da escola, aulas orientadas pelo coordenador, além de apoio técnico e pesquisa de campo (visitas, entrevistas e pesquisas feitas nas entidades relacionadas ao tema trabalhado como museus, centro histórico de Manaus ).

Toadas

A escolha das toadas de boi foi feita a partir de letras que evidenciem a história e cultura do Estado do Amazonas. Após essa escolha, para cada toada de boi, um plano de aula produzida junto aos alunos bolsistas seguindo uma ordem cronológica dos assuntos por períodos a serem pesquisados.

Blog, Rosivaldo Moreira Pesq. do PCE e autor do ‘Socializando Saberes’

O projeto de pesquisa não só despertou a curiosidade por uma história até então desconhecida, como deu crédito a uma rica identidade cultural, desfazendo antigos pré-conceitos a respeito das culturas indígenas e criou todo um debate rico em torno da importância do ensino efetivo da disciplina História do Amazonas, os fazendo perceber uma ausência nos livros didáticos e ausência como atores na formação histórica do Brasil resultando em alunos curiosos em estudar e pesquisar essa história, orgulhosos em serem Amazonidas de origem afro-indígena e como consequência mais direta uma mudança de postura e também mudanças no rendimento escolar na disciplina de História. Enfim, o ‘Socializando Saberes’ trabalha a história do Amazonas pela parte teórica desde a sua pré-história, todas as passagens importantes que tiveram no Estado”.

Saiba mais Aprovação

O projeto de pesquisa submetido e aprovado ao Programa Ciência na Escola (PCE), financiado pela Fundação de Amparo a Pesquisa no Estado do Amazonas (Fapeam) e aplicado na Escola Municipal Deputado Ulysses Guimarães, ao longo de seis meses no ano passado.

Publicidade
Publicidade