Publicidade
Cotidiano
Notícias

Projeto incentiva crianças a soltar a imaginação com tintas no parque Cidade da Criança

Muitos podem pensar que as obras são apenas rabiscos de criança, porém, todas elas servem como inspiração para o time de mulheres que veem no imaginário infantil um objeto de criação 07/12/2015 às 10:53
Show 1
A pequena Bruna deixou os brinquedos de lado e pôs as mãos - e o pé - na massa, ontem de manhã, na Cidade da Criança
oswaldo neto ---

É com as mãos e pés sujos de tinta, um pincel e uma tela que a pequena Bruna Carla, de apenas dois anos, contribui com a arte e a pesquisa do projeto “Cores da Infância”. A ação faz parte do grupo “Forma em Poemas”, composto por seis poetizas. Muitos podem pensar que as obras são apenas rabiscos de criança, porém, todas elas servem como inspiração para o time de mulheres que veem no imaginário infantil um objeto de criação.

O projeto iniciou realizando exposições em 2010 e hoje promove encontros para mapear a infância por meio de desenhos, a fim de que eles inspirem essas mulheres a escreverem poemas. Durante o processo, meninas de até 12 anos de idade são convidadas a pintar telas com materiais disponibilizados pelo Forma em Poemas.

Segundo a coordenadora do Forma em Poemas e idealizadora do projeto Cores da Infância, Franciná Lira, a ideia nasceu ainda no curso de pedagogia, durante a exposição de uma pesquisa que envolvia a valorização da fala e expressão de meninas. “Decidi abordar a expressão de meninas porque um dia elas serão mulheres e, como o Forma em Poemas surgiu com poetizas, eu observei que aqui na cidade nós tínhamos pouco espaço dentro da literatura em relação aos homens”, explicou.

Desenvolvimento

A pequena Bruna Carla deixou os brinquedos de lado e decidiu por a mão - e o pé - na massa durante a manhã de atividades neste domingo. Com vários tons de tintas à sua disposição, ela e a mãe, Daiana Marques, 36, se divertiam preenchendo as telas em branco. “É a segunda vez que trago ela para pintar. Ela gosta muito e fica calminha. Se ela puder pintar a parede inteira de casa, ela pinta”, disse a técnica de enfermagem.

Segundo ela, com apenas duas semanas envolvidas no projeto, Bruna apresentou um notável desenvolvimento lógico. “Ela é de oito meses, nasceu prematura. É difícil ela gostar de alguma coisa. Agora percebo que ela fica concentrada em algo. É muito bom e divertido também”, disse.

pesquisa e arte De acordo com a coordenadora do Cores da Infância, uma exposição dos quadros infantis será apresentada no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, na Casa da Pamonha, localizada no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul da capital.

Parte do material também será utilizado pelas integrantes do grupo para o processo de criação de um livro de poemas, que ainda depende de recursos para publicação. “São coisas que estão caminhando. Queremos dar vez e valorizar a vontade delas”.

Pintura no parque

Segundo a coordenadora Franciná Lira, o Forma em Poemas encerrou ontem no Parque Cidade da Criança, Aleixo, a programação de 2015 do Cores da Infância. Para 2016, novas datas devem ser anunciadas em breve.


Publicidade
Publicidade