Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Notícias

Projeto UEA Cidadã inicia 2013 com atendimento à população indígena

O Projeto iniciou nesta sexta-feira, 18, com atendimento médico-odotológico e de enfermagem aos índios alojados na Casa de Apoio à Saúde Indígena (Casai), no quilômetro 25 da Rodovia AM-10. O próximo atendimento será no dia 26, na igreja Batista da Compensa II.



1.jpg
Atendimento dos alunos do projeto aos indígenas na Casai
18/01/2013 às 16:59

Índios da Casa de Apoio à Saúde Indígena (Casai) localizada no quilômetro 25 da Rodovia AM-10 receberam atendimento médico-odontológico de 8h às 12h desta sexta-feira,18, prestados por 15 alunos de Medicina, Enfermagem e Odontologia do Projeto UEA Cidadã.

Os alunos do projeto realizaram visita domiciliar, orientaram sobre higiene pessoal e a saúde bucal. Segundo a coordenação da Casai 10 etinias estiveram envolvidas na atividade

Para o indígena Valorino Félix Gustavo, de origem Ticuna, que veio de uma aldeia oriunda do município de São Paulo de Olivença, no Alto Solimões, as orientações dos alunso vão servir bastante para a saúde dele e de sua família. Valorino Gustavo foi ao local levar a filha adoentada e receber orientação para tratamento. “Estou há um mês alojado aqui e percebo que a iniciativa deste projeto vai nos ajudar bastante. Além de particpar desses atendimentos, também aproveito para tomar conhecimento das orientações adequadas na área da saúde e depois levá-las  para a minha comunidade”, declarou.

A estudante do curso de Enfermagem, Diana Lima, destacou a importância da experiência acadêmica. “Pela primeira vez tivemos contato com a população indígena e, esse contato, além de nos tornar profissionais futuramente capacitados, também nos torna mais humanos e sensíveis às diferenças culturais. Conhecemos a realidade da saúde indígena e, ao orientá-los,aprendemos também”, ressaltou.

Conforme a coordenadora do projeto, Márcia Gonçalves, os alunos de Odontologia, Medicina e Enfermagem que participam do projeto já estão
prontos para prestar à comunidade serviços diversos nas áreas da saúde. Entre as atividades estão aferição de pressão, avaliação odontológica e
atendimento médico clínico. Ela ressaltou ainda a importância dessa experiência para os alunos.

 “Esta é uma boa oportunidade para todos nós adquirirmos experiências, conhecermos as necessidades indígenas e aprendermos a lidar e comunicar com as diversas etnias existentes. É gratificante perceber a receptividade e a boa vontade de aprender que eles têm”, destacou. A professora também informou que o objetivo principal deste serviço é atender às demandas  comunitárias.  A segunda ação do ano já será no próximo dia 26, na Igreja Batista da Compensa II, também no período de 8h às 12h.

*Com informações da assessoria de comunicação


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.