Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
Notícias

Projetos sociais do Amazonas são contemplados para receber investimentos, na Região Norte

Programa Integração Petrobras Comunidades (IPC) destinará cerca de R$ 3,5 milhões à quatro iniciativas



1.gif Só entidades sem fins lucrativos podem concorrer aos patrocínios, que foram oficializados em cerimônia realizada ontem
14/11/2014 às 13:47

Doze projetos sociais da Região Norte, sendo nove do Estado do Amazonas, foram contemplados pelo programa Integração Petrobras Comunidades (IPC), que destinará cerca de R$ 3,5 milhões às iniciativas. Geração de renda e garantia dos direitos das crianças e adolescentes são as principais linhas de atuação dos projetos selecionados.

A assinatura simbólica dos contratos aconteceu ontem, na Unidade de Operações de Exploração e Produção da Amazônia (UO-AM), localizada na avenida Darcy Vargas, Zona Centro-Sul.



A região Norte foi a última a receber a seleção pública do programa, criado em 2008 para o desenvolvimento de iniciativas em comunidades do entorno das unidades da companhia.

No Amazonas, quatro projetos do Município de Manaus, um de Carauari, três de Coari e um de Tefé foram contemplados.

Gerente executivo de Responsabilidade Social da estatal, Armando Tripodi, comentou sobre a escolha dos projetos. “Este é um programa que visa buscar investimentos sociais voluntários nas áreas de influência das nossas unidades. Somente entidades sem fins lucrativos podem concorrer, cujas linhas de atuação sejam crianças e adolescentes, qualificação profissional, geração de renda ativa e inclusão produtiva”.

Tripodi informou, ainda, que cada projeto receberá cerca de R$ 300 mil. “Este é o primeiro na região Norte, mas temos realizado em outras regiões a cada dois anos e aqui não será diferente”.

Na próxima seleção, as iniciativas vencedoras poderão concorrer novamente e as organizações podem apresentar mais de um projeto. O desenvolvimento dos projetos são acompanhados por técnicos do IPC, que também auxiliam os coordenadores oferecendo cursos de formações.

Investimentos

Para o coordenador da Associação Womarã, que desenvolve o projeto Comunidade em Ação no Jardim Mauá, na Zona Leste, Thomaz Fagá, o recurso vai permitir a expansão dos trabalhos já realizados pela comunidade. “Agora teremos uma responsabilidade maior de realizar o sonho de homens e mulheres que escreveram o projeto coletivamente. A qualificação profissional e geração de renda será algo mais próximo dessas famílias, que são tão carentes de iniciativas sociais públicas”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.