Publicidade
Cotidiano
Notícias

Provas de direção do Detran serão realizadas em horários extras para diminuir filas de espera

Demora na marcação de exames se dá porque número de candidatos reprovados por mês é alto, segundo órgão. Motivo seria a péssima qualidade das aulas de direção nas auto-escolas 07/11/2014 às 16:02
Show 1
Além disso, comissão do Detran vai fiscalizar aulas dentro das auto-escolas
VINICIUS LEAL Manaus (AM)

Com o objetivo de diminuir o tempo em que se leva para marcar e fazer um teste de direção de veículos em Manaus, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) anunciou uma série de medidas nesta sexta-feira (7) com o propósito de aumentar os dias possíveis para se fazer uma prova e diminuir o índice de reprovação dos candidatos, que é de 70%.

Segundo o diretor presidente do Detran, Leonel Feitoza, o longo período em que se espera para marcar uma prova de direção é causado pela alto número de pessoas que estão na fila esperando fazer o teste. Segundo ele, 13 mil provas são feitas por mês pelo órgão no Centro de Treinamento do bairro Santa Etelvina, Zona Norte, e desses, 70% reprovam.

Os reprovados, de acordo com Leonel, precisam remarcar uma nova data para realizar outra prova, criando um acúmulo de candidatos na fila de espera. “A cada mês, temos 13 mil novos testes de direção para fazer, e mais os 70% dos reprovados do mês anterior. E isso vai gerando uma bola de neve”, afirmou Leonel.

De acordo com o diretor presidente, devido à grande quantidade de pessoas reprovadas na fila de espera, cerca de 9 mil por mês, o tempo para conseguir marcar um novo teste chega a durar três meses. Para Leonel, o péssimo desempenho dos alunos nas provas, e a consequente reprovação, é causada pela má qualidade das aulas de direção.

“Temos queixas de diversos alunos que reclamam que não têm aula, que o instrutor (da auto-escola) fica mexendo no celular, ao invés de dar as 20 horas de carga horária determinados por lei”, declarou Leonel. Para acabar com isso, o Detran criará uma comissão para fazer auditorias e fiscalizar as aulas nas auto-escolas, exigindo nível de qualidade.

“Os funcionários dos Detran vão para dentro dos carros verificar que tipo de aula é dado, se (os instrutores) estão cumprindo a carga horária ou se estão abrindo e fechando (o registro) apenas. Vamos verificar a qualidade das aulas de legislação também. Tudo isso para tentar aumentar o nível de aprovação dos alunos”, disse Leonel.

Mutirão de provas

Além disso, o Detran pretende fazer um mutirão para estender os dias e os locais onde é possível fazer os testes de direção, além dos atuais horários e local, que é o Centro de Treinamento localizado no bairro Santa Etelvina, Zona Norte da cidade. Candidatos às categorias A e B, motocicletas e carros de passeio, serão os beneficiados.

Normalmente, os testes de todas as categorias acontecem de segunda a sábado durante o dia todo. Entretanto, com a mudança, os candidatos da categoria A, moto, serão transferidos e farão provas de segunda à sábado no estacionamento da sede do Detran, na avenida Mário Ypiranga (antiga Recife), bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul da cidade, de 8h às 13h.

Já os candidatos da categoria B, carros, farão testes normalmente de segunda a sexta no CT do bairro Santa Etelvina, entretanto aos sábados tais provas serão feitas no estacionamento da Arena Amadeu Teixeira, na avenida Constantino Nery, Zona Centro-Sul, de 8h às 13h. Os candidatos das categorias C e D continuam de segunda à sábado no Santa Etelvina.

Prioridades

Conforme Leonel Feitoza, a prioridade na marcação dessas provas extras será para alunos que estão fazendo testes pela primeira vez e para aqueles que estiverem com data de vencimento dos testes marcados para os meses de novembro e dezembro. Para isso, o Detran vai chamar mais 16 examinadores, além dos 12 atuais, para promoverem os testes.

“Dessa maneira, iremos dobrar nossa capacidade de atendimento e, também com a auditoria, diminuir o índice de reprovações. Esperamos até o final do ano que essa situação seja resolvida, tempo em que iremos implantar nosso novo modelo de exame, com painel de monitoramento e câmeras dentro e fora dos veículos”, disse Leonel.

*Colaborou a repórter Jéssica Vasconcelos

Publicidade
Publicidade