Publicidade
Cotidiano
POLÍTICA

PSDB, de Artur Neto, quer eleger 27 prefeitos nas eleições municipais do Amazonas

Partido realizou evento de preparação para pré-candidatos em Manaus e no interior do Estado. Presidente regional da sigla, Mário Barros, afirma que coligações com partidos não aliados será permitida 12/06/2016 às 17:20 - Atualizado em 12/06/2016 às 17:32
Show m rio barros
Mário Barros diz que partido busca ter no Estado o mesmo peso que tem no País (Foto: Arquivo/AC)
Aristide Furtado

O PSDB, do prefeito Artur Neto, quer conquistar 27 prefeituras no interior do Amazonas nas eleições deste ano. O número de candidatos majoritários foi divulgado ontem pelo presidente regional da sigla, Mário Barros, no encontro de preparação dos pré-candidatos da legenda.

O evento, ocorrido no auditório do hotem Taj Mahal, no Centro de Manaus, foi realizado pelo Instituto Teotônio Vilela e tratou, dentre outras questões sobre as mudanças na legislação eleitoral e a utilização das redes sociais antes e durante o período de campanha eleitoral. 

Mário Barros informou que, levando-se em conta as alianças que estão sendo costuradas, os tucanos apoiaram 59 candidaturas a prefeito.

“No baixo Amazonas temos em Parintins o deputado Bi Garcia, temos o Alexandre Ribeiro em Boa Vista do Ramos, em Ipixuna o ex-prefeito Armando (Correa), em Guajará, o  ex-prefeito  Samuel (Farias). Em Coari vamos apoiar a reeleição do Raimundo Magalhães. É nosso parceiro. E vamos lançar uma chapa de vereadores”, disse.  

O dirigente tucano também afirmou quem em Manacapuru, a candidata do partido será a empresária e filha do deputado estadual Orlando Cidade, Andrea Cidade. “Temos candidatura em Anori do Ailen Castro, que é  do grupo da prefeita Sansuray. Vamos lançar em Anamã  a Iamily, mais uma mulher. Tem candidatura de mulher em Itamarati (Francisca Graciene, a Santa). Ou seja o partido está trabalhando para ter uma robustez pelo nome que tem  no Brasil. E que não tinha no interior do amazonas. Vamos sair desta eleição muito maiores do que entramos”, afirmou. 

De acordo com o presidente regional do PSDB, a sigla não vetará nenhuma coligação no interior do Estado com partidos que não sejam aliados do PSDB em âmbito estadual ou nacional. Ele afirmou até que, em Presidente Figueiredo, existe a possibilidade do candidato tucano, Márcio Cunha, contar com o apoio do PCdoB. Em Manaus, os comunistas criticam a gestão de Artur Neto e, na quinta-feira, lançaram a pré-candidatura do ex-deputado Eron Bezerra a prefeito. No Congresso, comunistas e psdebistas marcham em trincheiras opostas, os  primeiros ao lado da presidente afastada Dilma Rousseff, e os outros com Temer. 

“Não temos resolução vetando aliança no interior. Porque entendemos que no interior funciona muito a questão das pessoas. Às vezes nacionalmente ou nível local o partido não aliança ou é opositor, é critico nosso. Mas se ele vai ceder uma base lá e quer o melhor para o município e naquele momento é importante não é casuísmo é uma realidade local que estamos respeitando. Não é (aliança) preferencial mas também não é veto”, explicou Mário Barros. 

Coligações liberadas no interior

De acordo com o presidente regional do PSDB, Mário Barros, a sigla não vetará nenhuma coligação no interior do Estado com partidos que não sejam aliados do partido em âmbito estadual ou nacional. Ele afirmou até que, em Presidente Figueiredo, existe a possibilidade do candidato tucano, Márcio Cunha, contar com o apoio do PCdoB. Em Manaus, os comunistas criticam a gestão de Artur Neto e, na quinta-feira, lançaram a pré-candidatura do ex-deputado Eron Bezerra à Prefeitura de Manaus.

Apenas um prefeito em 2012

Somente 1 prefeito prefeito foi eleito pelo PSDB no Amazonas na eleição de 2012: Artur Neto. A legenda não conquistou nenhuma prefeitura no interior do Estado mesmo tendo lançado sete candidatos. Para vereador lançou 334 candidaturas e obtiveram 35 cadeiras nas Câmaras Municipais.    

Publicidade
Publicidade