Publicidade
Cotidiano
Educação

Professores serão capacitados para uso pedagógico de tablets e smartphones

A capacitação será feita entre os próximos dias 28 e 29 por meio Seminário Amazonas + Conectado. A iniciativa visa favorecer o processo educativo a partir da inclusão digital 27/07/2016 às 07:30
Show capturar
Projeto piloto do Governo do Estado em parceria com o Google e Fundação Lemann está capacitando 530 educadores da rede pública de ensino (Divulgação)
Silane Souza Manaus (AM)

Professores de 11 escolas estaduais, sendo sete na capital e quatro no interior, receberão orientações e instruções para o uso pedagógico de tablets, smartphones e os recursos disponíveis na plataforma Google Educação. A capacitação será feita entre os próximos dias 28 e 29 por meio Seminário Amazonas + Conectado. Ao todo, o projeto piloto do Governo do Estado em parceria com o Google e Fundação Lemann está capacitando 530 educadores da rede pública de ensino. A iniciativa visa favorecer o processo educativo a partir da inclusão digital.

De acordo com um dos coordenadores da ação, Ricardo Hardt, os professores de Matemática foram os primeiros a receberem as capacitações no projeto. Em seguida, foi a vez dos professores de Língua Portuguesa. Agora, neste segundo semestre, serão capacitados professores das outras disciplinas. “Além de formações presenciais, também serão realizadas capacitações à distância via Centro de Mídias de Educação da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) para contemplar professores que atuam no interior do Amazonas”, ressaltou.

Ele destacou que, com pouco mais de um ano, o projeto financiado pelo Banco Interamerciano de Desenvolvimento (BID) apresentou resultados bastante positivos. As ferramentas do Google Educação além de facilitar o dia a dia dos educadores também ajudam no ensino e aprendizado dos estudantes. “São muitos os benefícios entre os quais uma melhor comunicação e compartilhamento de documentos entre professores e alunos. Ainda este segundo semestre será dispensado o uso de papel, pois todos os trabalhos serão feitos nos aplicativos do Google”, frisou.

Ricardo contou que a maioria dos professores que participam do projeto utiliza os novos recursos tecnológicos para fazer planos pedagógicos, formulação de aulas, provas, questionários, entre outros. Os alunos vão receber os documentos por e-mail. “A partir de agosto todos os alunos da rede estadual terão conta no Gmail. Elas estão prontas, não começaram a ser utilizadas ainda em razão de questões burocráticas. Com isso, haverá maior feedback, pois se consegue dá retorno ao aluno na própria aula, como resultado de prova que na hora sai”, pontuou.

Entres as ferramentas disponíveis pelo Google Educação estão: Gmail, Google Drive (para documentos, planilhas e apresentações), Google Sala de Aula, Google Agenda, Google +, Google Translater (tradutor), Google Maps, Google Acadêmico, Google Books, dentre outros.

Frase

“Nesse primeiro momento, o projeto piloto está sendo desenvolvido em 11 escolas estaduais e vai funcionar até pelo menos abril do ano que vem. A partir daí o projeto pode ser ampliado para as demais unidades da rede”. Ricardo Hardt – coordenador do projeto Amazonas + Conectado

Facilidade

As ferramentas Google para a Educação foram bem aceitas pelos professores da Seduc, uma vez que facilitam o trabalho em sala de aula como, por exemplo, o aplicativo “Formulário”, que ajuda nas correções de exercícios mostrando os percentuais de acertos e erros dos alunos. O app está disponível para o sistema Android e demais plataformas.

Evento

A abertura do Seminário Amazonas + Conectado será no dia 28, no Centro de Treinamento e Capacitação Tecnológica Samsung Ocean, localizado na Escola Superior de Tecnologia (EST-UEA), na avenida Darcy Vargas, Zona Centro-Sul, com a participação de professores e coordenadores das escolas estaduais que fazem parte do projeto “Amazonas + Conectado”. Já o seminário ocorrerá no dia 29, no auditório interno do Centro de Formação Profissional Padre José Anchieta (Cepan), na avenida Waldomiro Lustosa no bairro Japiim II, Zona Sul.

Conforme o professor Ricardo Hardt, o seminário tem como programação exclusiva para professores seis workshops e palestras abordando temas específicos para educação como “Educação personalizada: criando trilhas de aprendizagem”, que será ministrado pelo Google Innovator, Eduardo Isaía Filho. O credenciamento começará às 7h e o evento às 7h30, no auditório interno do Centro de Formação Profissional Padre José Anchieta (Cepan), localizado na Avenida Waldomiro Lustosa no bairro Japiim II, ao lado da sede da Seduc.

 

 

Publicidade
Publicidade