Domingo, 20 de Outubro de 2019
Notícias

Quatro continuam foragidos após rebelião e tortura na delegacia de Rio Preto da Eva (AM)

Cinco homens escaparam da delegacia do município e, até o momento, apenas um deles foi recapturado. Quando o restante não conseguiu escapar do local, começaram a rebelião que resultou em destruição e dois feridos



1.jpg A polícia divulgou fotos de três dos quatro foragidos: Anderson Bernardo, o "Sidy"; Carlos Leno; e Eduardo Brito, o “Dudu”, respectivamente
27/09/2013 às 21:47

Após rebelião que resultou ne fuga de cinco detentos da delegacia de Rio Preto da Eva 9município a 80 quilômetros de Manaus), ocorrida na noite dessa quinta-feira (26), a Polícia Civil continua à procura de quatro presos foragidos. Durante a ação, dois detentos acabaram feridos: um teve o dedo cortado pelos próprios presos e outro recebeu golpes na cabeça.

Ainda faltam ser recapturados Anderson Bernardo da Silva, conhecido como "Sidy" ou “Mão-de-paca”, preso por tráfico de drogas; Carlos Leno do Espírito Santo Alves, preso por roubo; Eduardo Brito da Silva, o “Dudu”, preso por tráfico; e Marcos Alfredo Alves da Cruz, também preso por roubo. O único recapturado foi Alan Henrique de Aguia, que cummpre pena por roubo.



Segundo o delegado Virgílio Mendonça, da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), o motim iniciou por volta das 20h de quinta, na hora do jantar, quando 13 detentos arrombaram o cadeado de uma das celas e dispararam em fuga. Ao todo, eram 26 homens distribuídos em duas celas, sendo 13 detentos em cada uma.

Um agente carcerário que começaria a servir o jantar aos presos percebeu a ação do grupo e correu para o cartório, onde conseguiu disparar um tiro de alerta, mas cinco presos ainda conseguiram escapar. Depois do portão de saída principal ser fechado, os oito detentos restantes recuaram, abriram outra cela com mais 13 detentos e iniciaram a rebelião.

“Eles queriam sair da cadeia de qualquer jeito. Como viram que não conseguiriam mais fugir, passaram a quebrar tudo lá dentro. Eles cortaram o dedo mindinho de um deles e bateram na cabeça de outro com um estoque”, declarou Virgílio Mendonça. Segundo o delegado, os feridos receberam atendimento médico após o ocorrido e voltaram para a cela

Equipes da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) foram deslocados da capital até a 36ª DIP para ajudar no controle da rebelião. Bombas de gás foram usadas durante a ação. Quem tiver informações que possam ajudar a polícia a localizar os foragidos pode entrar em contato pelos telefones (92) 3328-1700 / 1637.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.