Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020
POLÍTICA

Questionado sobre impeachment de Bolsonaro, Maia diz que Parlamento não causará crise

Segundo presidente da Câmara, ação do Congresso poderia trazer mais incertezas e dar 'contornos ainda mais graves' à crise da pandemia do coronavírus



download__12__24F8BC37-1966-4A02-A955-73BEDDF3F124.jpg Foto: Adriano Machado/Reuters
27/04/2020 às 15:50

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira que o Parlamento não será instrumento de turbulências e crise política, o que poderia trazer mais incertezas e dar “contornos ainda mais graves” à crise da pandemia do coronavírus.

Ao ser questionado sobre os pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro, Maia defendeu que o momento exige “paciência” e garantiu que a Câmara manterá seu foco no debate e votações de propostas de enfrentamento da crise.



Maia comentou ainda as recentes demissões dos ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e da Justiça Sergio Moro, afirmando que as mudanças nas pastas durante a pandemia geram insegurança, assim como eventual desembarque do ministro da Economia, Paulo Guedes, teria impacto negativo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.