Publicidade
Cotidiano
Notícias

Rapaz mata o avô de 91 anos a facadas em Itacoatiara após idoso negar dinheiro para comprar drogas

Jovem, que é usuário de drogas, cometeu crime após o senhor de 91 anos lhe negar dinheiro para sustentar o vício. Polícia capturou o rapaz dormindo escondido na mata com R$ 76 que havia roubado do idoso 19/10/2014 às 19:08
Show 1
Colorau foi preso pela polícia escondido em um matagal.
Denir Simplício Manaus (AM)

Um crime bárbaro chocou os moradores do município de Itacoatiara (distante 211 quilômetros de Manaus) no início deste domingo (19). O neto matou o avô com uma facada no abdômen após o idoso negar dinheiro para o jovem comprar droga. Depois do crime, o rapaz se embrenhou na mata e foi capturado pela Polícia Militar quando estava dormindo, provavelmente sobre o efeito de entorpecentes.

O crime ocorreu por volta das 2h30 na rua São Benedito, bairro Mamud Amed, na área urbana do município. Jair Rodrigues dos Santos, vulgo “Colorau”, de 18 anos, se dirigiu até a residência do avô, o aposentado Manoel Palheta dos Anjos, de 91 anos. Ao chegar à casa do idoso, o rapaz pediu dinheiro emprestado do avô, mas não quis dizer para quê seria a quantia.

Segundo informações de vizinhos, o idoso, que sabia que o neto é usuário de drogas, disse que não emprestaria o valor, pois sabia que ele iria comprar entorpecentes. Ambos começaram uma discussão, e “Colorau” armou-se de uma faca tipo peixeira e desferiu um violento golpe na altura da barriga do avô dele. O golpe abriu o abdômen do idoso e órgãos internos ficaram expostos.


Depois de matar o aposentando, Jair roubou o que queria e fugiu. Ele foi capturado pela manhã deste domingo numa ação comandada pelos sargentos Mauro Lima e Ideraldo, que encontraram o jovem dormindo escondido em uma mata. Com “Colorau” ainda foi encontrado R$ 76, que seria fruto do roubo.

Na delegacia de Itacoatiara, “Colorau” recebeu a visita de pai dele, filho da vítima, disse que estava arrependido por ter matado o avô e queria perdão. No entanto, pouco depois voltou a dormir, dando a impressão que estava sobre efeito de algum entorpecente. Conforme a polícia, o jovem tem passagem por outros crimes como pequenos roubos e um estupro.

Publicidade
Publicidade