Publicidade
Cotidiano
Notícias

Reações à cassação: base aliada divulga manifesto de apoio a Melo

Parlamentares afirmam que as acusações que levaram à cassação do governador 'claramente revelam a motivação de perseguição política de quem não tem respeito pelo voto popular' 27/01/2016 às 18:43
Show 1
Carta foi subscrita por outros 17 deputados. No dia de hoje (27), 11 deputados estivaram reunidos com Melo
Luciano Falbo e Janaína Andrade Manaus (AM)

Dois dias após a cassação do mandato do governador José Melo (Pros) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), 18 dos 24 deputados estaduais do Amazonas, que formam a base aliada ao governo, assinaram um manifesto de apoio a Melo nesta segunda-feira (27). A sentença de cassação foi definida na segunda-feira (25).

Onze parlamentares estiveram reunidos com José Melo hoje, entre eles o líder do governador na Assembleia Legislativa (ALE-AM), David Almeida (PSD), que capitaneou a articulação. A reunião aconteceu na sede do governo, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, por volta das 16h.

No documento, intitulado 'MANISFESTO DE APOIO: Pelo Bem do Povo Amazonense', os parlamentares sustentam que as acusações contra o governador "claramente revelam a motivação de perseguição política de quem não tem respeito pelo voto popular".

Deputados em uma das agendas externas do governador no ano passado

Os deputados afirmam que "a maioria da população o conduziu de forma clara ao Governo do Estado, com uma diferença elástica e incontestável em relação ao segundo colocado". Por fim, os parlamentares dizem que "confiam nas instituições democráticas para que a vontade popular seja respeitada".

Em sua página no Facebook, o deputado Josué Neto expressou suas motivações para assinar o manifesto.

"Participei da eleição do Governador Melo, pedi voto junto com ele, perto dele e longe. Acompanhei tudo até o dia de hoje. Acredito na democracia, nas instituições democráticas e que a vontade popular será mantida. Por isso, estou escrevendo e publicando esse manifesto de apoio à um mandato que teve mais de 173 mil votos à frente de seu adversário. O Amazonas escolheu o Professor José Melo para ser governador. Isso deve ser respeitado", escreveu.

Essa é a segunda manifestação política contra cassação, a primeira foi do próprio governador, que em nota do Pros afirmou que não cometeu nenhum ato ilícito.

Entre os que assinam o documento estão Josué Neto (PSD), presidente da ALE-AM; Belarmino Lins (PMDB), vice-presidente da ALE-AM; Bosco Saraiva (PSDB); Serafim Corrêa (PSB); Ferraz, Platiny Soares (PV); Carlos Alberto (PRB); Dr. Gomes (PSD); Cabo Maciel (PR); Orlando Cidade (PTN); Sabá Reis (PR); Adjuto Afonso (PP); Ricardo Nicolau (PSD); Francisco Souza (PSC); Dermilson Chagas (PDT); e Abdala Fraxe (PTN).

Publicidade
Publicidade