Quarta-feira, 22 de Maio de 2019
Notícias

Receita Federal aponta aumento injustificado de R$ 1,8 mi em bens da família Eduardo Cunha

O presidente da Câmara recebe um salário bruto mensal de R$ 33,7 mil da Câmara, mas a Receita também avaliou os ganhos do deputado e sua família em empresas de comunicação



1.jpg
Eduardo Cunha nega ter recebido propina
07/01/2016 às 14:28

Relatório da Receita Federal indica que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), viu seu patrimônio pessoal crescer muito além de sua renda. Esse valor também se soma ao avanço patrimonial dos familiares do parlamentar.

De acordo com o texto, publicado pela Folha de S.Paulo, Cunha, a mulher e a filha viram seu caixa crescer R$ 1,8 milhão em quatro anos, entre 2011 e 2014. Cunha recebe um salário bruto mensal de R$ 33,7 mil da Câmara, mas a Receita também avaliou os ganhos do deputado e sua família em empresas de comunicação.

O fisco suspeita que a variação patrimonial da familia tenha sido adquirido por meio de transações de cartão de crédito. “Os montantes dos indícios apontados estão significativamente influenciados pelos gastos efetuados com cartão de crédito”, afirma um trecho.

Os três já são investigados no STF (Supremo Tribunal Federal) por suspeita de manter contas secretas na Suíça que totalizam o equivalente a R$ 9,6 milhões. Esse dinheiro, diz a Operação Lava Jato, teria sido desviado da Petrobras: US$ 5 milhões em propina enviados para três contas na Europa.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.