Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
EDUCAÇÃO

Referencial Curricular Amazonense é aprovado com diretrizes da nova BNCC

Reunião do Conselho Estadual de Educação ocorreu nesta quarta-feira (16) e aprovou por unanimidade o documento, que norteará as mudanças pedagógicas atribuídas aos ensinos Infantil e Fundamental, a partir de 2021



FOTO_Eduardo_Cavalcante-Seduc-AM__1__F2E16E80-260E-405F-9AFC-8803259885C0.JPG Foto: Eduardo Cavalcante/Seduc-AM
16/10/2019 às 17:13

O Referencial Curricular Amazonense foi aprovado por unanimidade durante reunião plenária com integrantes do Conselho Estadual de Educação (CEE-AM), na manhã desta quarta-feira (16), no refeitório do Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta (Cepan). Ao todo, 14 conselheiros de Educação votaram a favor do documento, construído com base nas orientações normativas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e que servirá para nortear as mudanças pedagógicas atribuídas aos ensinos Infantil e Fundamental, a partir de 2021.

Além dos conselheiros de Educação, a reunião contou ainda com a participação do secretário adjunto pedagógico da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), Raimundo Barradas, e do titular da pasta e presidente do CEE-AM, professor Vicente Nogueira. Durante o encontro, foram discutidas e esclarecidas dúvidas a respeito do Referencial Curricular Amazonense para Educação Infantil e Ensino Fundamental.



De acordo com Vicente Nogueira, a aprovação do documento por unanimidade representa uma vitória para a Educação no Amazonas. “O Referencial, como o próprio nome indica, servirá como norte para que as instituições de ensino municipais, estaduais e privadas se adequem a essas mudanças. Com base nesse documento, elas desenvolverão as suas especificidades, mudanças de estrutura curricular e novos projetos pedagógicos que, em 2021, serão plenamente implementados no Amazonas”, afirmou o titular da Seduc-AM.

Com a validação do Referencial Curricular Amazonense, as atenções se voltam, agora, à capacitação e à formação dos professores do Estado.

“Vamos iniciar todo um processo de formação dos educadores, dentro dessa nova proposta, para que eles conheçam essas mudanças e saibam como levá-las para dentro de sala de aula. Nesse primeiro momento, essa ação será iniciada pela capital e, depois, estendida a todo o Estado, por meio de oito polos formativos. Formaremos em Manaus todos os multiplicadores que levarão essas mudanças a seus municípios”, explicou o secretário adjunto Pedagógico da Seduc-AM.

Até o final desta semana, o novo Referencial Curricular Amazonense para Educação Infantil e Ensino Fundamental será disponibilizado no site oficial da Seduc-AM, para que toda a comunidade acadêmica tenha acesso.

Ensino Médio

Segundo a secretária executiva do CEE-AM, Hortência Macêdo, a reunião plenária coroou o esforço dos  profissionais da educação que atuaram na elaboração do Referencial Curricular Amazonense para Educação Infantil e Ensino Fundamental. Até o encontro desta quarta-feira (16), o Amazonas era um dos dois Estados do país que ainda não havia aprovado o documento – o segundo sendo o Rio de Janeiro.

“Foi uma reunião muito importante e que já queríamos ter realizado há algum tempo. Porém, preferimos zelar por esse documento, pois ele servirá de referência para todo o Amazonas e não gostaríamos que ele saísse de qualquer jeito”, destacou Hortência.

A secretária executiva do CEE-AM revelou, ainda, que a construção do Referencial Curricular Amazonense para Ensino Médio foi iniciada, e que o documento poderá ser apresentado já no começo de 2020. “Em 2021, todos os referenciais já têm de ser implementados, pois alguns exames externos, como a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) e a Provinha Brasil, já irão se referenciar pela nova BNCC”, finalizou.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

18 Nov
bradesco_C22DD61C-FE71-4FDD-BB1B-A5B7C048EF01.JPG

TRT11 celebra acordo de R$ 1,1 milhão entre Bradesco e ex-funcionária

18/11/2019 às 11:20

A bancária ingressou com reclamação trabalhista contra o HSBC e o Bradesco em novembro de 2016, pretendendo receber o pagamento de diferenças salariais, horas extras, tempo a disposição da instituição financeira durante as viagens, além indenização pelos danos morais sofridos no ambiente de trabalho


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.