Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Notícias

Registros de casos de dengue caem no Amazonas

Doença, que bate recorde de incidência no País, tem diminuído no Amazonas, com redução chegando perto de 60%



1.jpg Mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue e da febre chikungunya
30/04/2015 às 22:37

Enquanto o Brasil teve um aumento de mais de 240% nos casos de dengue no primeiro trimestre do ano, o Amazonas conseguiu uma redução de pelo menos 60%, na comparação com o mesmo período do ano passado. Até o fim de março, foram registrados 2.851 casos da doença em todo estado, enquanto em 2014 foram confirmados 5.471 casos. No Brasil, mais de 460,5 mil  contraíram a doença, segundo o Ministério da Saúde (MS).

Para o Diretor-Presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque, um dos principais motivos para a redução no número de casos de dengue no Amazonas foi a antecipação das campanhas preventivas, em outubro do ano passado. Além disso, ele destacou que boa parte da população está imune ao vírus da dengue do tipo  4, que é o mais incidente na região. “Convivemos com o Dengue 4 desde 2012. Quando uma pessoa é infectada por esse vírus, ela fica imune a ele, o que diminui a probabilidade dessa pessoa contrair a doença novamente”, disse.

Apesar da “zona de conforto”, Albuquerque reforçou que a atenção deve ser continuada. Ele também comemorou os resultados alcançados, uma vez que de janeiro a maio é o período mais crítico, devido o período chuvoso, e quando geralmente, 90% dos casos são registrados. “Geralmente no período mais chuvoso temos um aumento dos vetores. No entanto, as nossas ações têm sido mais eficazes e a população tem assimilado cada vez mais as campanhas educativas”, afirmou o Diretor-Presidente da FVS.

Ainda de acordo com Bernardino Albuquerque, nenhum caso de morte  por dengue foi confirmado até o momento. No ano passado oito óbitos foram registrados e confirmados.

Em Manaus, a redução nos casos de dengue chegou a  45% nos dois primeiros meses do ano, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Ao todo, foram notificados 449 casos de dengue na capital.

Chinkungunya

Assim como a dengue, os casos de febre Chinkungunya também estão controlados no estado. Segundo a FVS, apenas oito casos da doença foram confirmados, mas todos ele foram importados de países como Venezuela, Haiti, Guiana Francesa e México.  “Como as doenças são transmitidas pelo mesmo vetor, a doença está controlada”, garantiu.  No entanto, de outubro do ano passado até abril deste ano, Manaus notificou 48 casos  chikungunya.

Saiba mais

Das 48 suspeitas de chikungunya na capital, sete foram confirmadas por critério laboratorial. A Semsa destacou que tratam-se de casos importados de outros países, especialmente Guiana Inglesa e Venezuela. Dos demais casos, 25 foram descartados e 14 ainda permanecem sob análise laboratorial do Instituto Evandro Chagas em Belém-PA.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.