Publicidade
Cotidiano
Notícias

Registros de crimes contra idosos crescem no Amazonas

Dados mostram que nos dois primeiros meses do ano foram registrados 1.398 crimes tendo a terceira idade como vítimas 21/03/2015 às 10:01
Show 1
Além da violência física e psicológica, muitos idosos sofrem a violência financeira, quando os próprios filhos maltratam e até espancam os pais à procura de dinheiro
Luana Carvalho Manaus (AM)

A cada hora um idoso sofre algum tipo de violência em Manaus. Dados da Secretária de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) apontam que nos dois primeiros meses do ano foram registrados 1.398 crimes tendo como vítimas pessoas da terceira idade. Furto, ameaça e lesão corporal dolosa lideram o ranking da violência contra os idosos.

Um comparativo entre o ano passado e 2013 revela que o número de crimes registrados contra os idosos teve um aumento de 20% em Manaus. No ano passado aproximadamente dois mil idosos foram vítimas de furto, mil sofreram algum tipo de ameaça e quatro foram estuprados. Ao todo, foram 9.174 casos registrados.

Neste ano, 164 idosos registraram boletim de ocorrência por lesão corporal dolosa e 146 por ameaça. Segundo o titular da Delegacia Especializada em Crimes contra Idoso (DECI), Luiz Idelfonso Veiga, os crimes mais comuns são ameaça e maus tratos. Muitos acontecem dentro da própria casa. “A maioria dos crimes são cometidos por familiares, vindo em primeiro lugar de filhos e netos, depois o marido ou a esposa, seguido do irmão”, pontuou.

Para ele, as penas leves previstas no Estatuto do Idoso contribuem para o aumento dos índices. “Além do fato dos números terem aumentado por conta da expansão de nossos canais de denúncias, as penas previstas para quem comete crime contra idosos ainda são brandas. A maioria é paga com prestação de serviços comunitários”, informou Luiz.

Mesmo assim, o delegado enfatizou que maltratar um idoso até a morte pode causar até 10 anos de prisão. Ele comentou, ainda, que além do trabalho de investigação, a polícia também faz palestras de conscientização sobre a terceira idade para adolescentes de escolas públicas. “Também fazemos palestras em clubes de idosos orientando sobre os crimes nos quais eles podem ser vítimas fáceis”, enfatizou.

‘Violência financeira’

Além da violência física e psicológica, há um outro motivo pelo qual os idosos são maltratados constantemente: a apropriação ilegal de bens, conforme relatou o presidente do Conselho Estadual do Idoso (CEI), Jorge Wagner Lopes. “Um dos maiores problemas está relacionado a questão financeira. Muitos idosos são lesados, espancados e maltratados pelos próprios filhos por causa de dinheiro”, explicou Lopes.

Apesar de esperançoso em relação ao futuro das políticas públicas para a terceira idade, Wagner teme aumento dos índices de violência. “Infelizmente é uma estatística e a tendência é aumentar. Com tristeza falo isso. Por mais que a gente faça um bom trabalho falando da questão do processo do envelhecimento em escolas, a violência tem aumentado em todas as áreas”. Denúncias podem ser feitas pelo Disque 100 ou no telefone 3214 5800.

Fundação Dr. Thomas

Um dos principais abrigos para idosos de Manaus, a Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas (FDT), atende atualmente 105 idosos. Todos foram encaminhados à fundação por estarem em risco e vulnerabilidade social e econômica. Só no ano passado, foram 19 casos de idosos que deram entrada no abrigo depois de terem sofrido maus tratos. Mesmo com as instalações ainda danificadas por conta de um temporal que aconteceu em outubro de 2013, este ano a fundação recebeu já três pessoas da terceira idade que foram vítimas de violência.

Em números

Segundo dados da SSP-AM, 1.398 Casos de violência contra idosos foram registrados nas delegacias de Manaus em janeiro e fevereiro deste ano. No ano passado, foram 9.174, quase dois mil casos a mais que o registrado em 2013.


Publicidade
Publicidade