Sábado, 20 de Julho de 2019
Notícias

Reitora da Ufam empossa equipe neste sábado (06)

A professora doutora Márcia Perales assume segundo mandato na instituição de ensino prometendo aprimorar trabalho e corrigir caminhos



1.jpg Entre os desafios mais urgentes para o seu segundo mandato, Márcia Perales destaca o apoio aos alunos que entraram na instituição pelo processo de cotas
06/07/2013 às 12:06

Depois de ser empossada em Brasília como reitora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) para o segundo mandato de quatro anos, que vai até 2016, a professora doutora Márcia Perales Mendes da Silva vai empossar, neste sábado (06), em cerimônia a ser realizada no Auditório Eulálio Chaves, o vice-reitor, professor Hedinaldo Lima e pró-reitores, além de assessores e dirigentes de órgãos suplementares.

Ao reafirmar os princípios postos para a gestão que se encerrou, Márcia disse que nesse aspecto não há alteração. “Mantemos os mesmos princípios do quadriênio 2009-2013, de que a Ufam seja um espaço democrático, plural, onde se respeita as diferenças e se priorize a questão do ensino, pesquisa e extensão”, explicou ela, destacando ver a educação como bem público, por isso é fundamental que a instituição de ensino superior mantenha o compromisso social e que seja uma universidade inserida na Amazônia, capaz de olhar seus problemas e tentar superá-los e trabalhar as suas potencialidades.

Márcia justifica mudanças na equipe com o processo de avaliação feito durante a gestão e que indicou necessidades de alterações para atender as demandas não respondidas. Segundo ela, sem deixar de reconhecer o trabalho da equipe, algumas áreas precisam ser fortalecidas. “Estamos continuando o trabalho, mas temos humildade de reconhecer que em algumas questões precisávamos avançar mais e vamos buscar fazer isso”, afirmou.

DESAFIOS

Entre os desafios mais urgentes, ela destaca o apoio aos alunos que entraram na instituição pelo processo de cotas. Segundo Márcia, há trabalhos voltados para fortalecer a permanência desses alunos na Ufam, com projetos destinados a apoiá-los. Há também gestões para o aperfeiçoamento e aprimoramento dos programas de pós-graduação, cuja meta é buscar a excelência e é de fundamental importância o envolvimento da comunidade para que na próxima coleta de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), pelo menos 50% dos programas tenham migrado para o conceito subsequente ao anterior.

Reeleita com 4.525 votos, Márcia revela a expectativa de que o novo mandato seja o tempo para buscar superar algumas fragilidades da instituição e fortalecer as áreas nas quais está bem. Pelo papel importante desempenhado no Estado e na região Norte, ela disse esperar que a Ufam possa ser protagonista e coordene o debate de algumas temáticas polêmicas. “Queremos uma Ufam  mais presente, mas também mais ousada”, afirmou.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.