Publicidade
Cotidiano
Notícias

Renda variável: Cautela e paciência

Essa é a recomendação feita por especialistas em finanças diante do cenário econômico conturbado, situação que tem levada o mercado de ações a grandes oscilações 21/07/2013 às 16:31
Show 1
A presidente Dilma Rousseff rebateu o que chamou de "posturas pessimistas" sobre a economia
Cinthia Guimarães Manaus (AM)

Diante da situação econômica brasileira desfavorável como inflação acima da meta, alta nos juros, inadimplência do consumidor e desconfiança do cenário internacional, a dúvida de quem possui um patrimônio financeiro é: o que fazer? Especialistas da Ação Investimentos orientam cautela e paciência para quem deseja manter seus patrimônio estável.

A Ação Investimentos, uma empresa amazonense afiliada ao grupo XP Investimentos, possui uma gama de 1 mil clientes formados por um público heterogêneo, que vai desde ao profissional liberal ao grande empresário.

Como a maior parte dos recursos aplicados por clientes da Ação, que gerencia atualmente cerca de R$ 350 milhões sob sua custódia, a empresa orienta alocar ativos que visam proteção e aumento do capital, com pouco ou nenhuma exposição ao mercado de ações, entre eles fundo de renda fixa em títulos públicos e privados para garantir a liquidez do dinheiro, especialmente no atual momento de instabilidade econômica do País.

“Orientamos fundos de investimentos em multimercados conservadores com liquidez imediata e com pouca exposição ao mercado de renda variável, objetivando ganhar taxas acima do CDI (Certificados de Depósito Interbancário) no longo prazo e mantendo a disponibilidades financeiras que possam surgir”, informou o diretor da Ação, o economista Eduardo Campos.

“Do que temos aqui, só 20% estão no mercado de ações, 20% estão em rendas variáveis, 15% em fundos imobiliários e 30% em títulos públicos”, completou.

No portfólio da Ação estão 400 fundos de investimentos, mais de 30 produtos de renda fixa, 70 tipos de seguros, planos de previdência, além de uma mesa de operações para comprar as mais de 600 opções de empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa.)

Publicidade
Publicidade