Publicidade
Cotidiano
Notícias

Reportagem e fotografia de A CRÍTICA ganham Prêmio Sebrae de Jornalismo no Amazonas

Caderno especial sobre pescadores de pirarucu na RDS Mamirauá, feito pela jornalista Mônica Prestes e pelo fotojornalista Bruno Kelly, ganhou prêmio 27/05/2015 às 13:40
Show 1
Esta imagem foi uma das premiadas
vinicius leal Manaus

Uma reportagem que gerou um caderno especial no jornal A CRÍTICA, sobre a vida dos pescadores de pirarucu na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) de Mamirauá, no interior do Estado, ganhou o 7º Prêmio Sebrae de Jornalismo no Amazonas, premiando os responsáveis pelo trabalho: a jornalista Mônica Prestes e o fotojornalista Bruno Kelly.

Publicada no dia 5 de janeiro de 2014, a reportagem especial contava sobre o cotidiano dos pescadores e a importância do manejo sustentável do pirarucu para a preservação da espécie e da floresta. A matéria ganhou como o melhor trabalho de Jornalismo Impresso e as fotos como o melhor Fotojornalismo. A premiação ocorreu ontem, dia 26.

Os dois jornalistas ganharam um prêmio em dinheiro, e agora vão disputar a etapa nacional, nas mesmas categorias, no dia 10 de junho, em Brasília, concorrendo com trabalhos realizados Brasil afora. O 7º Prêmio Sebrae de Jornalismo também premiou o melhor Radiojornalismo, Telejornalismo, Webjornalismo e Repórter Cinematográfico.

Caderno especial

O material produzido pelos jornalistas Mônica e Bruno contou com apoio da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), órgão responsável pela coordenação do manejo sustentável do pirarucu na RDS Mamirauá. Foram 10 dias de viagem à cidades do interior do Estado, como Tefé, tanto de avião como horas de barco.

“Passamos esses dias vivendo com os pescadores. A gente andou no meio do mato com eles, pegamos chuva”, contou a jornalista Mônica Prestes. Para ela, o prêmio é importante para valorizar o trabalho dos pescadores. “Dá certo preservar a floresta dando renda àquelas famílias e combatendo crimes ambientais”, comentou.

Publicidade
Publicidade