Domingo, 26 de Janeiro de 2020
Notícias

Restaurante da ALE-AM é interditado por não emitir nota fiscal eletrônica aos clientes

Em nota, a Sefaz informou que o restaurante da ALE-AM foi lacrado também por estar com irregularidades cadastrais



1.jpg Restaurante da Assembleia Legislativa do Estado foi lacrado pela Secretaria de Fazenda do Estado (Sefaz)
27/08/2015 às 17:16

A Secretaria de Fazenda do Estado (Sefaz) interditou na manhã desta quinta-feira (27) o restaurante da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM). A ação ocorreu após a coluna Sim & Não do jornal A CRÍTICA  denunciar que o estabelecimento comercial não emitia a nota fiscal eletrônica.

A irregularidade foi revelada após o lançamento  do programa "Nota Fiscal Amazonense".  Como o restaurante da ALE-AM vinha se negando a atender ao pedido dos clientes e emitir a nota,  o caso foi denunciado à Sefaz.



Em nota, a Sefaz informou que o restaurante da ALE-AM foi lacrado não apenas por não emitir a NFC-e,  mas também por estar com irregularidades cadastrais.

A proprietária do restaurante,  que não teve o nome divulgado por funcionários do estabelecimento, não está em Manaus. Mas de acordo com a equipe de fiscalização da Sefaz,  nesta quinta-feira (26),  às 14h,  esta agendada uma reunião entre a proprietária e a administração da Sefaz,  na sede do órgão. Caso descumpra a interdição, o restaurante da ALE-AM recebe a princípio uma multa de R$ 10 mil.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.