Publicidade
Cotidiano
Notícias

Restos de alimentos são usados de forma eficaz no interior do AM

Os resíduos alimentares descartados na merenda escolar, em Lábrea, deram lugar para fabricação de sabão ecológico 17/10/2015 às 17:42
Show 1
O projeto dos alunos do ensino médio utiliza o reaproveitamento do óleo retirado da pele de frango da merenda escolar para fabricação de sabão em barra
acritica,.com ---

O acúmulo do desperdício de resíduos alimentícios dentro das escolas se tornou um dos grandes problemas ambientais da atualidade. Com isso, a reutilização de resíduos poluentes pode se tornar eficaz e atrativa, pois transforma o lixo em insumos, com diversas vantagens ambientais, podendo contribuir para a economia dos recursos naturais e bem estar da comunidade.

No município de Lábrea, distante a 702 km de Manaus, o projeto “Sabão sólido da gordura de frango: alternativa sustentável na Escola Estadual Balbina Mestrinho”, coordenado pela professora Marinês Galvão, com apoio técnico de Maria Antônia Barreiros e dos estudantes Adrielen Rodrigues, Nalbert da Silva, Lairton Nascimento, Jayve Souza e Raimunda de Paz, utiliza o reaproveitamento do óleo retirado da pele de frango da merenda escolar para fabricação de sabão em barra.

Durante a semana, na Escola Estadual Balbina Mestrinho, são utilizados cerca de 80 frangos nas refeições oferecidas, sendo recolhidos 15 kg de resíduos de pele de frango semanalmente, resultando na quantidade de cinco litros de óleo com gordura derretida, através do processo de evaporação pelas panelas de pressão da cozinha da escola.

Segundo a coordenadora do projeto, Marinês Galvão, o tema desenvolvido já era uma problemática existente nas escolas do município há bastante tempo. “Nós vimos que a base da fabricação do sabão era a gordura, então a reutilização destes resíduos tornou-se uma alternativa correta de educação sustentável para nossas escolas, além de que estamos motivando uma nova fonte de renda para estudantes ou seus pais e responsáveis” avalia.

Metodologia

No decorrer da execução do projeto, foram realizados levantamentos bibliográficos utilizando publicações a respeito da problemática do projeto; pesquisas de campo através de abordagens descritivas utilizando métodos qualitativos e quantitativos; coleta de dados com observações, questionários e entrevistas, envolvendo cerca de  dez professores e dez famílias de estudantes como amostra e, no final, exposições do reaproveitamento sustentável com palestras em parceria com Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Secretaria do Meio Ambiente do município.

Projeto reutiliza óleo de cozinha

O município de Nova Olinda do Norte,  a 132 km de Manaus, mantém, desde 2013, uma fábrica de sabão ecológico, utilizando, como matéria prima, o excedente do óleo de cozinha retirado dos restaurantes e das residências. O projeto foi idealizado e construído nos moldes de cooperativa e se assenta no programa institucional do município.

Publicidade
Publicidade