Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Notícias

Reunião do Consuni na Ufam decide sobre suspensão do calendário acadêmico

O encontro do Conselho Universitário acontece desde 8h30 desta sexta-feira (3), no auditório da Faculdade de Direito da Ufam



1.jpg
O intuito é aprovar a suspensão do calendário acadêmico
03/07/2015 às 10:03

A suspensão do calendário acadêmico da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) está sendo decidida na manhã desta sexta-feira (3), durante a reunião extraordinária do Conselho Universitário (Consuni) que acontece desde 8h30, no auditório da Faculdade de Direito da Ufam.

A informação chegou ao conhecimento da Associação de Docentes da Ufam (Adua)  na segunda-feira a partir de um e-mail encaminhado pela Secretaria dos Conselhos. Segundo a Adua, o pedido para a realização de reunião extraordinária da maior instância deliberativa da Ufam foi feito por meio do oficio 028/2015, protocolizado pela seção sindical no dia 10 do mês passado.

Conforme a Adua, no documento, é solicitada a reunião com o intuito de aprovar a suspensão do calendário acadêmico, com a consequente nulidade das atividades docentes exercidas a partir da deflagração da greve, em 15 de junho. Há outro movimento que pede a não suspensão do calendário.

Recomendação

O Ministério Público Federal (MPF/AM) recomendou no último dia 23, a regularidade das atividades acadêmicas para as unidades que não aderiram ao movimento grevista. O documento foi assinado pela procuradora da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, Bruna Menezes Gomes da Silva. Após uma reunião com a Adua no dia 29, a recomendação revogou duas alíneas, mas manteve a que tratava sobre a validade das aulas.

A reportagem entrou em contato com presidente da Adua para comentar sobre a reunião prevista para amanhã, porém ele informou que não poderia atender porque estava em reunião. A assessoria de imprensa da associação informou que o evento está confirmado e garantiu a posição sobre a suspensão do calendário.

Última greve

Segundo a Adua, na última greve da categoria, que durou quatro meses, o Consuni da Ufam deliberou pela suspensão do calendário acadêmico 12 dias após a deflagração do movimento paredista, iniciado no dia 17 de maio de 2012.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.