SAÚDE

Saiba como melhorar a saúde mental e evitar doenças como a depressão

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil 12 milhões de pessoas sofrem com depressão

Portal A Crítica
18/01/2022 às 18:45.
Atualizado em 08/03/2022 às 16:08

(Foto: Divulgação)

Este mês é marcado pela campanha Janeiro Branco, que chama a atenção da população para a reflexão sobre questões relacionadas à saúde mental e emocional. Doenças como a depressão e a ansiedade estão cada vez mais comuns, prova disso são os dados. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil 12 milhões de pessoas sofrem com depressão, cerca de 5,8% da população. A taxa é a maior da América Latina.

Segundo a mestre em Psicologia e coordenadora de Ensino da Faculdade Santa Teresa, Debora Nogueira, é urgente que as pessoas reflitam sobre as doenças mentais e emocionais. “Há dois anos estamos vivendo uma pandemia e o crescimento dos casos de depressão, ansiedade, entre outras doenças, tem crescido consideravelmente. Por isso, a importância de cada pessoa buscar o seu equilíbrio para enfrentar o momento.Claro que para alguns isso será mais fácil e outros precisarão de suporte profissional”, afirmou.

Algumas mudanças de hábitos podem ajudar bastante no processo. O primeiro e mais conhecido de todos, de acordo com a coordenadora, é manter a alimentação equilibrada e a inclusão de atividade física na rotina. “Quem imagina que essas duas coisas fazem bem apenas para a parte física, está enganado. O exercício físico, principalmente, faz com que diversos hormônios bons para o cérebro sejam ativados”, destacou.

Outra orientação é ter um tempo para o autocuidado. Uma dica é praticar meditação, ter momentos para a leitura ou assistir a um filme, passear com a família e amigos. “Parece algo óbvio e simples, mas que no mundo em que vivemos atualmente, com correria para dar conta de tudo, nem sempre é possível”.

De acordo com Debora Nogueira, a ansiedade está muito ligada ao medo do que está por vir. “Aprender a viver o momento e lidar com os problemas, um de cada vez, é a grande chave para ter equilíbrio. Não é fácil. E se a pessoa não consegue enxergar o cenário com calma, a recomendação é procurar um psicólogo. Não há vergonha nisso. O profissional vai auxiliá-la a encontrar mecanismos para superar o momento”.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por