Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2021
Segurança

Saiba como se prevenir de roubos e furtos no Centro nesta época do ano

Este é um dos períodos com maior registro de roubos e furtos na região



show_centro_FEA1A25B-70DA-4492-88D3-4F32D5A4BCE4.jpg Foto: Arquivo A CRÍTICA
04/12/2020 às 09:12

É no final do ano que a população aproveita o recebimento do décimo terceiro para realizar as tradicionais compras no Centro de Manaus. A época geralmente é marcada pela grande quantidade de pessoas nas ruas, e com isso, aumenta a possibilidade da ocorrência de crimes como furtos, roubos e estelionatos.

Entre as recomendações do titular do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegado Marcelo Martins, responsável pela unidade policial localizada na área central, é de que a população tenha cuidado ao caminhar nas ruas portando seus objetos pessoais. De acordo com ele, o crime que mais ocorre no Centro de Manaus é o furto, que consiste na subtração de coisa alheia móvel para si ou para outrem, com fim de apossamento definitivo.



“Todos os anos, nós observamos uma série de crimes contra o patrimônio em geral ocorridos aqui no Centro de Manaus. Os crimes que mais acontecem são de furto, roubo e estelionato, sendo o crime que mais ocorre é o de furto, em seguida de estelionato e depois o roubo”, afirmou. A autoridade policial fez o alerta para que a população evite deixar a mostra itens como o celular, a carteira de cédulas e cordão de ouro, por exemplo.  

“Então, o que eu peço é que a população tenha muita atenção com os seus objetos pessoais. Não esquecer seus objetos em cima de bancada; não andar com o celular dando bobeira no meio da rua; é importante que coloque a carteira de cédulas no bolso da frente; e se andar com bolsa que seja pequena e que tenha zíper para proteger os pertences”, ressaltou.

“À pessoa que usa cordão de ouro, a gente pede que na medida do possível use esse adorno com discrição, tendo a atenção do local onde a pessoa vai andar”. O delegado titular também ressaltou a possibilidade da ocorrência de estelionato no Centro da capital. O crime é caracterizado pela fraude praticada em contratos ou convenções, que induz alguém a uma falsa concepção de algo com o intuito de obter vantagem ilícita para si ou para outro.

“O crime de estelionato, por seu turno, sempre vem com um golpe em que pessoa é induzida a ter uma ambição, a ganhar algum prêmio, a ganhar algum beneficio e ela é enganada dentro desse contexto. Então, sempre ter atenção a pessoas estranhas que oferecem prêmios, oferecem contratos. No geral, o que a população deve fazer sempre é ter atenção. A pessoa atenta, ela não cai em golpe e também não é vitima de furtos, o crime de roubo é no mesmo sentido”, finalizou.

Furtos no Centro de Manaus

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), de janeiro a setembro de 2020, foram contabilizados 2.514 furtos no Centro de Manaus. Ou seja, houve uma queda de 30% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o órgão somou 3.599 furtos na área central.

Segundo o delegado Marcelo Martins, houve uma redução em números absolutos em relação aos crimes cometidos no Centro neste ano, no entanto, é necessário interpretar os dados. “Os dados de 2020 não são todos reais por sofrer a interferência da pandemia”, destacou.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.