Publicidade
Cotidiano
APRENDIZADO

Saiba os benefícios de construir os próprios brinquedos com os filhos

As brincadeiras trazem inúmeros benefícios para pais e filhos, além de trazer mais leveza e alegria ao lar. Veja mais: 08/07/2018 às 08:35
Show vida0808 60f
Segundo um estudioso, o brinquedo é um suporte para o desenvolvimento infantil (Foto: Divulgação)
Mayrlla Motta Manaus (AM)

“Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel, num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu”. A canção de Toquinho nos faz pensar o quanto não há limites para a criatividade. Com ela em mãos é possível fazer o que você quiser. Agora nas férias escolares que tal exercitá-la com os filhos e criar brinquedos diferentes com os pequenos? Ou até mesmo investir em brincadeiras novas?

O estudioso da educação, Gilles Brougère defende que o brinquedo é um suporte para o desenvolvimento infantil. Deste modo, entendemos que o brincar na infância é não só por diversão, mas aprendizado. Segundo a psicopedagoga Maria da Conceição Lopes, as brincadeiras trazem inúmeros benefícios para pais e filhos, além de trazer mais leveza e alegria ao lar. 

A especialista fala ainda sobre a construção de brinquedos em casa. “O beneficio para uma criança ao brincar de construir brinquedos com seus pais é enorme. As crianças aprendem comportamentos importantes para o desenvolvimento cognitivo, que estimulam a memória, o pensamento lógico, linguagem da criança e vínculo afetivo com seus pais. Além de tudo, as brincadeiras promovem a saúde física, a habilidade, a coordenação e a flexibilidade da criança (e dos pais)”, explica Lopes. 

Ela dá dicas de alguns brinquedos que os pais podem criar com os filhos como construir um jogo da memória e quebra-cabeça com fotos da família ou um castelo de papelão e a aviões de papel. 

Quanto mais cedo a interação entre os pais e filhos começarem, melhor. A mãe da pequena Laura, de 6 meses de idade, Ana Paula Pegado, investe desde já em brincadeiras e as preferidas são as sensoriais e conta como faz em casa. 

“Gosto de deixar ela explorar, sentir cheiros, texturas, "conhecer o mundo". Tem uma chamada "Cesta dos Tesouros", que pode ser feita até mesmo com caixa de sapatos. Gosto de colocar dentro cerca de seis objetos para ela explorar cada um deles. Tem também o Quadrinho Sensorial, nele tem costurado botões e tecidos de diferentes texturas, fez maior sucesso. Ou você pode simplesmente encher uma luva de látex, daquelas descartáveis, com arroz ou milho, amarrar e apresentar ao bebê”, explica a mãe Den.

Ela decidiu seguir esse modelo de brincadeiras por meio do método Montessori, que conheceu através de vídeos no YouTube, no canal da Flávia Calina, e os resultados tem sido excelentes. “É um momento lindo, poder ver as reações dela, conhecê-la ainda mais, saber o que lhe desperta mais interesse, e acompanhar cada uma dessas atividades bem de pertinho. É maravilhoso, é muito satisfatório. Amo demais”, finaliza Paula.

Publicidade
Publicidade