Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
Notícias

Saiba os erros comuns quando se vai negociar

Especialista em vendas, Mário Rodrigues, aponta o que não deve ser feito pelos vendedores durante o processo de negociação de um produto ou serviço



1.jpg Mário Rodrigues sugere que se dê ao cliente sobretudo aquilo que ele busca, sem exageros
21/09/2013 às 13:47

Qual é o objetivo de todo vendedor, comprador ou fornecedor? De imediato, o fechamento de um bom negócio. Mas isso nem sempre ocorre por conta do despreparo dos envolvidos no evento.

A advertência é feita por Mário Rodrigues é vendedor profissional, treinador de vendas e diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas). Ele chama atenção para diversos como o desconhecimento sobre o produto ou serviço, perguntas feitas em um momento inadequado ou mesmo a falta de informação a respeito do assunto a ser discutido podem afastar quem está do outro lado.

“Por mais incrível que isso possa parecer, muitos vendedores sentam à mesa de negociação sem ao menos saber exatamente o assunto que está sendo tratado. Ou seja, eles oferecem melhores condições de preço, enquanto o cliente, na verdade, está interessado apenas nos benefícios que terá com o produto ou serviço’, afirma Mário Rodrigues, acrescentando que esse é um erro muito comum no processo do negócio e, normalmente, é o momento em que se perde o comprador.

Outro equívoco muito praticado por profissionais despreparados é o popular “falar demais”, falar mais que o próprio interessado na compra, o que indica a perda do controle da negociação. “Embora muitos não compreendam, o grande desafio de um vendedor é fazer perguntas para identificar a real necessidade do cliente e, somente depois de entender isso, oferecer as soluções adequadas”, recomenda Rodrigues.

Segundo ele, produto e serviço são as plataformas, porém o que realmente faz a diferença dentro do processo é a capacidade de o vendedor oferecer o que o cliente, de fato, procura e não aquilo que ele não quer.

Rodrigues lembra que o que deve ser entendido não é muito complicado, senão que da mesma forma que a presença de técnicas pode garantir a fidelidade do comprador, a ausência delas também pode não apenas prejudicar a negociação, mas também fazer com que esse mesmo comprador nunca mais retorne à loja, ao site ou à mesa de reuniões de uma empresa. “Fique atento a essas práticas e tenha portas sempre abertas para fechar negócio com os novos e, principalmente, com os antigos clientes”, orienta o especialista em vendas.

Destaque

Mário Rodrigues atua com foco na formação profissional de vendedores e gestores de vendas. Outras informações sobre assuntos relacionados ao assunto, com foco no setor de vendas, no site www.ibvendas.com.br 



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.