Domingo, 23 de Fevereiro de 2020
Notícias

Salário atrasado de técnicos contratados pelo TRE pode comprometer 2º turno no AM

Técnicos contratados pela empresa Atlântica, responsáveis pela manutenção das urnas eletrônicas e transmissão de dados, ameaçam cruzar os braços



1.gif A presidência do Tribunal Regional Eleitoral informou que já fez o repasse de R$ 4,021 milhões para a empresa Atlântica
11/10/2014 às 09:49

Parte dos técnicos contratados pela empresa Atlântica, para prestar serviços de limpeza e conservação de urnas e operação da transmissão de dados, ameaçam não prestar os respectivos serviços, caso os acordos estabelecidos em contratos com a empresa não sejam cumpridos.

Em reunião ocorrida, nesta sexta-feira (10), com todos os técnicos contratados, o proprietário da empresa e a diretoria do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), responsável pela contratação da Atlântica, serviu para que fosse apresentado os motivos que levaram a empresa a não realizar os depósitos até o dia 3 deste mês, véspera da eleição.



Mas, segundo o técnico Jocélio Rocha, um dos contratados para desempenhar a função, não houve andamento no “acordo” entre a empresa e os contratados. De acordo com Rocha, até ontem parte dos técnico ainda não havia recebido o pagamento e os que tiveram êxito, receberam sem o reajuste, entre outros vencimentos, como as diárias. “Caso não tenhamos uma posição concreta e formalizada não vamos atuar com a operação de transmissão de dados”, afirmou Jocélio Rocha.

De acordo com o técnico, para o 2º turno das eleições, a Atlântica irá repassar os valores pelos dias trabalhados, um total de 15 dias e que a diária fixada em R$ 70, passaria para R$ 120. “O que estão fazendo conosco é totalmente ilegal. Nos comunicaram que iríamos receber pelo período de 60 dias e não por 45 dias. Apesar da reunião ter ocorrido com a presença das partes, não houve o cumprimento de nenhum acordo e continuamos desassistidos”, contou.

Repasse

O TRE-AM informou que já fez o repasse de R$ 4,021 milhões a Atlântica Serviços Gerais Ltda, e que caso seja constatada a irregularidade por parte da empresa, culminará na aplicação das sanções cabíveis, sob pena de multa. Para que a empresa cumpra com a obrigação, o tribunal colocou uma comissão para atuar junto ao processo.

A representação da Atlântica, informou que já quitou o débito salarial referente ao 1º turno e que na segunda-feira, irá efetuar o pagamento da diárias retroativas, além dos vencimentos contratuais para o 2º turno. A Atlântica informou ainda que só não quitou os débitos ontem, em razão de parte dos contratado terem apresentado irregularidades em suas contas bancária. Em média cada técnico tem salário de R$ 904, com adicional de hora-extra de R$ 70, além de hospedagem e alimentação.


Mais de Acritica.com

23 Fev
ERALDO_LOPES_C44670D7-0ED7-41F9-95AF-E9CFF686E236.JPG

Pró-Menor Dom Bosco: novo local para continuar com missão social

23/02/2020 às 14:08

Projeto direcionado para jovens em vulnerabilidade social saiu do bairro Alvorada 2, Zona Centro-Oeste de Manaus, para se fixar no bairro Zumbi, Zona Leste da capital. O diretor da instituição, padre Felipe Bauziére lidera três frentes de trabalho: Menos aprendiz, Sonhar com futuro e Construir o futuro


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.