Publicidade
Cotidiano
Notícias

Seap faz nova revista no Ipat para garantir segurança no fim de ano

Todo procedimento de revista e a segurança foi feita por agentes do Cosipe com o apoio dos agentes da Umanizzare. Não foi necessário o acionamento do Comando de Policiamento Especializado  22/12/2015 às 12:31
Show 1
O procedimento faz parte das ações que estão sendo desenvolvidas para evitar alterações nas cadeias durante as festas de fim de ano
acritica.com ---

Para continuar o trabalho de retirada de materiais ilícitos em presídios, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), por meio da Coordenação do Sistema Penitenciário (Cosipe), realizou uma nova revista preventiva em sete celas do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), na manhã desta terça-feira (22). O procedimento faz parte das ações que estão sendo desenvolvidas para evitar alterações nas cadeias durante as festas de fim de ano.

O coordenador do sistema, Major Lima Júnior, explicou que foram selecionadas celas pontuais, no pavilhão “B”, por conta de informações colhidas pelo Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen) que apontavam uma tentativa de fuga. “Para os presos, o Natal começa amanhã. Precisamos estar atentos na retirada de material ilícito para manter a cadeia em ordem e evitar qualquer ação”, disse.

Lima Júnior ressaltou ainda que além de revistas, para aumentar a segurança nos presídios, a segurança será reforçada nos dias de visita que começam nesta quarta-feira (23). “Por termos mais gente entrando para visita é necessário que a secretaria tome providências para garantir a segurança de todos, inclusive dos familiares”.

Todo procedimento de revista e a segurança foi feita por agentes do Cosipe com o apoio dos agentes da Umanizzare. Não foi necessário o acionamento do Comando de Policiamento Especializado (CPE). “Queremos trabalhar o diálogo e entendemos que podemos conversar e fazer retirada de preso das celas, sem necessitar do uso da força policial em todos os momentos”, finalizou Lima Júnior.

Trinta e três celulares escondidos em colchões e nas celas foram retirados, uma balança de precisão e R$ 724. Além disso, a equipe do Cosipe também retirou pequenas porções de maconha, uma churrasqueira, chips de telefone, cordas e estoques (armas brancas produzidas com pedaços de ferro).

*Com informações da assessoria de comunicação.


Publicidade
Publicidade