Publicidade
Cotidiano
PRESÍDIOS

Seap lança ‘Whats-Denúncia’ para ajudar no controle dos presídios do Amazonas

Agentes de inteligência coordenarão informações recebidas no número de telefone (92) 99297-3068 01/03/2018 às 12:40
Show show whats
Foto: Divulgação
acritica.com

Com o intuito de atuar na prevenção de situações que possam comprometer a segurança das unidades prisionais ou desestabilizar o sistema penitenciário do Amazonas, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) lançou um “Whats-Denúncia” coordenado pelo Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen). Os agentes de inteligência coordenarão as informações recebidas pelo número de telefone (92) 99297-3068.

Segundo o secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel da Polícia Militar Cleitman Coelho, o aplicativo WhatsApp poderá auxiliar na dinâmica do trabalho desenvolvido pela secretaria. “Com o Whats-Denúncia podemos receber informações que contribuam para nosso serviço. Todo tipo de informe pode ser de grande valia para a Seap. Estamos em busca do envolvimento entre servidores do sistema prisional com a sociedade em geral, que assim como nós, querem cooperar para a segurança e ordem nas unidades prisionais”, afirma Cleitman Coelho.

O Whats-Denúncia da Seap, assim como os Disks-Denúncias utilizados pelo Sistema de Segurança, irá preservar a identidade das pessoas que estão fornecendo informações. As denúncias podem constar alerta de risco de fugas de presos, escavação de túneis, possibilidade de motins e rebeliões, alegação de entrada de materiais ilícitos no sistema e desvio de conduta de servidores ou funcionários que atuam nas unidades. A Seap receberá também informações sobre foragidos que estão nas ruas e compartilhará os dados com o Sistema de Segurança Pública para a recaptura dos presos.

O secretário Cleitman Coelho alerta também que o Whats-Denúncia vai auxiliar em uma demanda que tem preocupado a população atualmente: os monitorados por tornozeleiras eletrônicas. “Estamos aumentando nossas equipes de fiscalização das tornozeleiras e com a ferramenta de denúncia podemos receber informações sobre apenados que estão sendo monitorados eletronicamente nas ruas. Esses informes serão recebidos pelo Dipen e compartilhados com as centrais responsáveis pelo monitoramento das tornozeleiras”, esclareceu o secretário da Seap.

Cleitman Coelho ressalta ainda que a utilização de um Whats-Denúncia voltado apenas para o sistema prisional pode aumentar o controle dentro das unidades prisionais. “A utilização de um número para denúncias tem surtido bons resultados em outras secretarias ou órgãos que trabalham com segurança. A Seap quer usar o mecanismo para ser um canal de comunicação que irá somar com os já existentes e utilizados pela secretaria, para continuar com as boas práticas de segurança em todas as unidades prisionais”.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade