Publicidade
Cotidiano
Notícias

Sebrae-AM tem R$ 60 milhões para investir no AM em 2014

Verba será usada em atividades que o órgão desenvolve junto ao setor de micro e pequenas empresas para o público de Manaus e do interior do Estado 19/02/2014 às 09:07
Show 1
Nelson Rocha, do Sebrae-AM
Mônica Dias ---

Para este ano, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amazonas (Sebrae-AM) disporá de R$ 60 milhões para investir nas atividades que desenvolve junto ao seu público-alvo, em Manaus e no interior do Estado. “Será um ano de novidades. Queremos investir pesado na interiorização, levando sedes do Sebrae padronizadas para cidades do interior. Já estamos com projetos para Coari, Tabatinga e Itacioatiara e temos planos para Manacapuru, Tefé e Parintins. Além de mais atendimentos, queremos realizar mais eventos para os empreendendores”, disse o superintendente do órgão, Nelson Rocha.

No ano passado, 22.506 empresas receberam atendimento do Sebrae-AM. O número corresponde a 30,7% do universo de micro e pequenas empresas do Estado e superou, em 3 mil, o número de atendimentos de 2012. De acordo com Nelson Vieira, as metas de atendimento foram superadas em média em 134 % usando 90% orçamento anual disponível de R$ 56 milhões. “Mesmo com as dificuldades econômicas que afetaram bastante todo o Brasil em 2013, conseguimos fazer mais com menos”, comemora Vieira.

Segundo ele, foram realizadas 143.785 horas de consultoria em MPE, o que possibilitou, dentre outras coisas, a implantação de soluções de inovação e tecnologia em 1.152 empresas. Além disso, 44.500 pessoas receberam treinamento em 1450 cursos e 21.200 horas de capacitação. O Sebrae também possibilitou, em parceria com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), o Acesso ao Crédito a 3.884 empreendedores, onde foram aplicados R$ 15.3 milhões em investimento fixo e capital de giro, contribuindo para a geração e manutenção de 6.760 postos de trabalho.

Outro destaque foi a Rodada de Negócios na VII FIAM, em parceria com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), com a participação de 28 empresas âncoras e 82 empresas ofertantes, possibilitando negócios no curto e médio prazo da ordem de US$ 17 milhões para produtos do artesanato, frutas regionais, pescado, fitoterápicos e cosméticos e óleos vegetais.

Publicidade
Publicidade