Publicidade
Cotidiano
Notícias

Secretaria de Infraestrutura retoma obra no Alto Solimões

A Seinfra informou que contratos com a construtora KPK foram reiniciados. A empresa conta com obras nos municípios de  Atalaia do Norte, Tabatinga e Benjamin Constant que encontram-se paralisadas 13/06/2015 às 16:43
Show 1
Titular da Seinfra, Waldívia Alencar, informou que contratos estão sendo analisados
Acritica.com Manaus (AM)

A Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) informou que já adotou providências contra a empresa KPK Construções, responsável por obras, principalmente, de recuperação de ruas e vicinais, na região do Alto Solimões. Na edição de A CRÍTICA da última sexta-feira,12, o deputado estadual Belarmino Lins (PMDB) disse que pediria ao Governo do Estado que investigue obras da construtora nos municípios de  Atalaia do Norte, Tabatinga e Benjamin Constant que encontram-se paralisadas. 

Por meio de nota, o setor de comunicação da Seinfra disse que obras como as de recuperação das orlas de Tabatinga e Atalaia do Norte já tiveram os contratos cancelados  enquanto outras como as da recuperação da rodovia BR-307  terão continuidade. “A fiscalização e o Departamento Jurídico da Seinfra estão analisando contrato por contrato - alguns dos quais prejudicados por situações diversas como a cheia dos rios e a excessiva precipitação pluviométrica verificada naquela região”, diz um trecho da nota da Seinfra.

A secretaria informa ainda que os contratos que estão com as obras paralisadas por conta do período de chuvas e enchente estão sendo reavaliados, podendo ocorrer o distrato (cancelamento) para correção de preços e novo processo licitatório. “Aqueles que sequer saíram do papel foram distratados em definitivo”, diz a nota.

Na sessão plenária da última quinta-feira, 11, da Assembleia Legisltiva do Estado (TCE-AM),  Belarmino Lins (PMDB) denunciou,  a paralisação das obras da KPK. “Eu não sei o que essa empresa foi fazer no Alto Solimões há dois anos. Seus equipamentos estão desmobilizados e a cidade de Benjamin Constant, por exemplo, é uma grande buraqueira”, disse o deputado.

A CRÍTICA já havia mostrado, em matéria do dia 15 de maio, por meio de denúncia feita pelo vice-presidente da comunidade Novo Horizonte, Aurélio Alves de Souza, em Tabatinga, que a recuperação de um ramal de 12 KM de extensão, de responsabilidade da KPK, estava  paralisada.  No município, a empresa é responsável por um pacote de obras de R$ 49,3 milhões.  A de maior valor, R$ 28,1 milhões, tem como objeto a recuperação e ampliação do sistema viário do município. Outro contrato de R$ 9 milhões também destina-se a recuperação de ruas no bairro da Comara e Comunidade de Umariaçu I e II.

O Sistema de Acompanhamento de Obras Públicas do Estado do Amazonas (Sicop) mostra que o contrato de R$ 28,1 milhões entre a KPK e a Seinfra para recuperação das ruas de Tabatinga está em andamento. Iniciou em junho de 2013. Recebeu aditivo de mais 459 dias.  E está previsto para ser encerrado em setembro deste ano.

Rescisão

O Sicop também aponta que as outras obras da empresa em Tabatinga foram retomadas, com exceção do contrato da orla do município, no valor de R$ 9,4 milhões, que foi rescindido no dia 13 de maio. O sistema registra 14 contratos da KPK no Alto Solimões.

Publicidade
Publicidade