Segunda-feira, 06 de Abril de 2020
SELECIONADO

Secretário da Sema é eleito delegado GCF Brasil durante reunião de comitê nos EUA

Marcelo Dutra é o primeiro amazonense a integrar o Comitê Executivo da Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas (GCF), que tem sede no Colorado, na cidade de Boulder



secret_rio_1DEF8E3A-8A4B-48FA-850B-3E5E77E82C82.JPG Foto: Reprodução/Internet
12/09/2018 às 18:01

O secretário de Estado do Meio Ambiente (Sema) e presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra, foi eleito nesta quarta-feira (12), durante a reunião da Cúpula Global de Ação Climática, em São Francisco, nos Estados Unidos, delegado dos Estados brasileiros no Comitê Executivo da Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas (GCF). 

O GCF é formado por mais de 30 governadores do Brasil, Peru, Colômbia, Bolívia, Equador, México e da Califórnia e integram a Cúpula Global do Clima, composta por representantes da Noruega, Alemanha, Austrália, Indonésia, Espanha, Papua, Nigéria e Costa do Marfim. Marcelo Dutra é o primeiro amazonense a integrar o Comitê Executivo, que tem sede no Colorado, na cidade de Boulder. 



A eleição foi presidida pela diretora de projetos do GCF mundial, Colleen Scanlan-Lyons, e aconteceu por aclamação dos nove representantes dos Estados da Amazônia. Depois de ser informado do resultado, Dutra disse que a representação no GCF mundial será de mais acesso nos debates sobre financiamentos para o meio ambiente para o Estado e a inclusão de políticas públicas de sustentabilidade para a região Amazônica. 

O primeiro compromisso internacional de Marcelo Dutra como delegado do Comitê Executivo da Força-Tarefa do GCF é participar como representante dos nove Estados da Amazônia da Conferencia das Partes (COP) da Convenção da Diversidade Biológica (CDB). O evento será realizado no período de 17 a 29 de novembro, na cidade de Sharm El-Sheikh, no Egito. 

REDD+

Durante esta quarta-feira (12), Dutra participou de reuniões com observadores do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e membros do GCF. No encontro, foram aprovados projetos no para apoiar estratégias coletivas de Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+) com liberação de recursos para construção de instrumentos jurisdicionais para os pagamentos por serviços ambientais. 

Na opinião do secretário da Sema e presidente do Ipaam, as ações coletivas são necessárias para dobrar a curva de emissões até 2020 e acelerar a implementação do Acordo de Paris nos Estados da Amazônia. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.