Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021
ECONOMIA

Secretários do Ministério da Economia pedem demissão

Os pedidos de demissão acontecem após anúncio do governo federal de aumentar o valor do auxílio Brasil e romper com o teto de gastos



1_ministerio_da_economia_mcajr_abr_090620201940_0-6556980_C2C9D120-7E21-4785-95E7-62B334BEFE82.jpg Foto: Adriano Machado/Reuters
21/10/2021 às 17:30

Os secretários de Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram para serem demitidos dos cargos nesta quinta-feira (21). O anúncio foi feito pelo próprio Ministério da Economia, e confirmado em nota pelos ex-servidores.

"Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país", diz o ministério.

Os pedidos de demissão acontecem após anúncio do governo federal de aumentar o valor do auxílio Brasil e romper com o teto de gastos.



Nota à imprensa

O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram exoneração de seus cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (21/10).

A decisão de ambos é de ordem pessoal. Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país.

A secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, também pediram exoneração de seus cargos, por razões pessoais.

Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, tanto da Seto quanto da STN.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.