Publicidade
Cotidiano
Notícias

Sefaz-AM divulga tabela do IPVA para o exercício 2015

As alíquotas vigentes serão as mesmas do exercício anterior. A depreciação dos veículos usados vai gerar redução média entre 2,03% e 4,18%. O ganho médio para proprietários de carros populares será de 3,47% 15/12/2014 às 20:12
Show 1
O governo do Estado espera arrecadar até R$ 290 milhões com o pagamento do tributo
ACRITICA.COM Manaus (AM)

A nova tabela com os valores do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) a serem aplicados em 2015, foi divulgada nesta segunda-feira (15) pela Secretaria de Fazenda do Estado do Amazonas (Sefaz-AM).

No estudo elaborado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), foram   mantidas  as alíquotas do exercício anterior.

Os proprietários de veículos zero quilômetro de até mil cilindradas de potência, ônibus, caminhões e motos recolhem 2% do imposto sobre o valor da nota fiscal do mesmo. Para veículos de passeio acima de mil cilindradas, a alíquota adotada é de 3%.

Para os veículos usados também não houveram alterações. Em 2015, a redução média vai oscilar entre 2,03% e 4,18%. Para os automóveis de passeio, por exemplo, o ganho médio será de 3,47%.

“Considerando a depreciação natural dos veículos ano após ano, o estudo chegou a reduções médias no tributo de 2,03% a 4,18%, mas existem muitos casos, dependendo do modelo, que a queda no valor será superior a 10%”, destacou o titular da Sefaz-AM, Afonso Lobo.

A diretora do Departamento de Arrecadação da secretaria, Karen Monteiro, citou alguns exemplos de reduções no novo IPVA.

Segundo ela, o proprietário de uma motocicleta Honda CG 150 Sport 2008, que em 2014 foi avaliada em R$ 4.300,48, e pagou R$ 187,94 de imposto, em 2015 desembolsará R$ 174,96 de imposto, ou seja, 6,91% menos.

"Já quem desembolsou R$ 343,51 de IPVA para regularizar um veículo Gol 2008 1.0, neste ano pagará menos 4,31%, R$ 328,71 do tributo devido à desvalorização do veículo em mais um ano”, exemplificou.

Arrecadação

A receita potencial do tributo em 2015 é de R$ 321,9 milhões, mas considerando a inadimplência do exercício, somada à arrecadação de exercícios anteriores, bem como o incremento do imposto com o licenciamento de novos veículos, a fazenda estadual estima uma receita de cerca de R$ 290 milhões.
 

Publicidade
Publicidade