Publicidade
Cotidiano
Notícias

Semana Nacional de Conciliação reúne concessionárias de serviços públicos do Amazonas

Corregedoria Geral de Justiça busca interessadas em participar da campanha, entre as concessionárias de serviços públicos. A Eletrobras Amazonas Energia está entre as principais litigantes do Judiciário estadual, por conta das quedas de energia 20/10/2014 às 10:17
Show 1
A Eletrobras Amazonas Energia está entre as principais litigantes do Judiciário estadual, por conta das quedas de energia
Acyane do Valle Manaus-AM

A Corregedoria Geral de Justiça do Amazonas começa hoje a realizar as primeiras reuniões com os representantes dos maiores litigantes do Judiciário estadual, como as concessionárias de água e de energia elétrica, bancos e operadoras de telefonia móvel, para confirmar a participação dessas empresas na Semana Nacional da Conciliação (SNC/2014), que será realizada no próximo mês, em todos os tribunais brasileiros.

Ainda não foi divulgado o número total de processos que tramitam, atualmente, no Judiciário local envolvendo as empresas que detém, juntas, o maior número de ações na Justiça estadual. A intenção é que os litigantes assumam o compromisso de apresentar proposta de conciliação em todos os processos pautados na SNC.

“A conciliação diminui o tempo de tramitação no Judiciário. Uma ação que poderia levar anos da Justiça, na conciliação pode ser resolvida em 30 minutos”, enfatizou o juiz titular da 4ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Manaus, Luís Cláudio Chaves, que também vai participar da SNC na capital amazonense. “A conciliação possibilita o alcance de dois pilares: a redução do tempo de duração do processo no Judiciário; e a facilidade de acesso à Justiça pelo cidadão”, acrescentou.

A 4ª Vara de Família, que funciona no Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro do São Francisco, Zona Centro-Sul, está se programando para realizar até 500 audiências na SNC deste ano. O trabalho contará com a parceria de servidores e universidades públicas e privadas. “Quinhentos acadêmicos de Direito foram capacitados para atuar como conciliadores nas audiências de novembro, tudo com a supervisão de professores das universidades e do juiz”, explicou Chaves.

Na semana passada, o corregedor geral de Justiça do Amazonas, desembargador Flávio Pascarelli Lopes, criou uma comissão de magistrados para desenvolver a SNC em todas as unidades judiciárias do Estado. “Considerando a conciliação como instrumento eficiente na solução de conflitos e a realidade vivenciada por cada unidade do Tribunal, nada mais apropriado do que designar como juiz-coordenador aquele que já conhece a realidade da sua área de atuação. Sendo assim, o propósito da comissão composta por juízes é o de melhor planejar e executar as ações inerentes à campanha, para que possamos obter êxito na Semana Nacional da Conciliação de 2014”, explicou Pascarelli.

Publicidade
Publicidade