Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
vac_abr_2611187606_75D8CF2C-7FFB-45C5-80A6-364933E37B58.jpg
publicidade
publicidade

MEDIDA

Sérgio Moro vai apresentar Projeto de Lei Anticrime a governadores e secretários

De acordo com o Ministério da Justiça, serão apresentadas, antes do envio ao Congresso Nacional, propostas de combate à corrupção, ao crime organizado e aos crimes violentos


03/02/2019 às 12:10

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, vai apresentar amanhã (4) o novo Projeto de Lei Anticrime a governadores e secretários de segurança pública dos estados. De acordo com a pasta, serão apresentadas propostas de combate à corrupção, ao crime organizado e aos crimes violentos.

O texto será enviado ao Congresso Nacional para análise dos parlamentares nos próximos dias e faz parte das metas prioritárias dos cem dias de trabalho do governo federal. 

Em vídeo publicado nas redes sociais do ministério, Moro afirmou que as medidas de combate têm objetivo de combater ao mesmo tempo diversas modalidades criminosas.

"O crime organizado alimenta a corrupção, alimenta o crime violento, boa parte dos homicídios são relacionados, por exemplo,à disputa do tráfico de drogas, ou dívidas de drogas, e pelo lado da corrupção, esvazia os recursos públicos que são necessários para implementar essas políticas de segurança pública efetivas. Então, é um projeto simples, com medidas bastante objetivas, bem fáceis de serem explicadas ponto a ponto, para poder enfrentar esses três problemas", diz.

Por tratar-se de matéria criminal, as medidas precisam da aprovação da Câmara dos Deputados e do Senado para entrarem em vigor.

publicidade
publicidade
Ministro Sergio Moro diz que Lava-Jato não retrocederá durante sua gestão
Detentos precisam de oportunidades de ressocialização, defende ministro Moro
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.